Temporada 1 Episódio 1

  • 1.1

    Pilot

    • Estreia: 21/05/2010
    • Comenários 0
  • Durante uma perigosa missão na Nigéria, um agente infiltrado recebe uma comunicação oficial que o desclassifica como espião. Para ele, isto significa uma sentença de morte. Após ser abandonado em Miami sem dinheiro, recursos e com o FBI na sua cola, ele aproveita seu treinamento na Força de Operações Especiais para descobrir quem o “queimou” e como ele pode retomar sua vida.

    Após 10 anos atuando como agente infiltrado no Leste Europeu e em países que integram a OPEP, Michael enfrenta o pior pesadelo de todo espião. Quando um espião perde seu emprego, ele não recebe uma carta do departamento de recursos humanos. Ao invés disso, ele é “desclassificado”. Suas contas bancárias são congelas, a comunicação é cortada e um alerta de advertência é colocado ao lado de seu nome em todas as listas do governo. Em suma, eles o deixam sem nada para garantir que jamais volte a executar a função.

    Michael consegue se esquivar de uma reunião com os nigerianos, vai até o aeroporto e entra em uma avião, onde cai desacordado. Ao despertar, ele está em um hotel barato de Miami junto a Fiona, sua ex-namorada. Fiona explica que foi chamada pelo gerente do hotel, que encontrou seu nome e telefone na carteira dele. Aparentemente, a empresa aérea recebeu instruções para levá-lo até Miami, sua cidade natal. Fica evidente que o relacionamento dos dois não terminou bem. Apesar disso, Michael a convence a ajudá-lo a escapar dos agentes do FBI que estão do lado de fora.

    Pouco depois, ao tentar fazer o check-in em um hotel mais descente, Michael descobre que sua conta bancária foi bloqueada. Ele insiste em conversar com seu chefe, mas não recebe nenhum tipo de informação ou contato. Em seguida ele procura uma antiga colega, que sabe o que aconteceu com ele, mas desconhece o motivo. Michael é apresentado a Sam, um fracassado oficial da inteligência militar. Sam consegue um emprego e um lugar para Michael ficar. Além disso, ele aconselha o ex-espião a ver o lado positivo da questâo: se eles quisessem matá-lo, já o teriam feito.

    No dia seguinte Michael se apresenta para um trabalho na mansão de um tal Sr. Pyne. Javier, o mordomo da residência, é o principal suspeito de um roubo, ocorrido há uma semana, de obras de arte avaliadas em 22 milhões de dólares. Ele oferece 4.600 dólares para Michael encontrar o verdadeiro ladrão e com isso conseguir limpar o seu nome. Michael aceita a oferta e em seguida vai a um encontro com o proprietário do local onde irá morar. Enquanto se acomoda em um desagradável e pequeno apartamento em cima de um clube noturno, Michael recebe um telefonema de sua mãe, Madeline. Ela não se interessa pelos problemas do filho, apenas deseja que ele a leve até um certo local. Michael, que passou grande parte da vida fugindo do pai agressivo e da mãe intrometida, agora parece ter voltado a estaca zero. Após passar o dia inteiro servindo de motorista para Madeline – e sempre atento aos agentes do FBI que o seguem – ele dedica o resto da tarde ao agradável ato de construir uma bomba falsa para enviar ao seu contato no FBI em Washington, supondo que com isso ele retorne suas ligações. O plano dá certo. Dan entra em contato e diz ter poucas informações. Em seguida, ele apenas sugere que Michael deixe Miami a menos que queira ser a presa de uma feroz caçada. Dan diz que está do lado dele, mas de mãos atadas.

    Michael deixa seus problemas um pouco de lado e se dedica a investigar o roubo na mansão Pyne. Ele encontra um marchant e é informado que as pinturas roubadas estão no mercado há seis meses (antes do roubo), ou seja, Pyne tentou vendê-las e não conseguiu. Desta forma, fica claro que ele forjou o roubo e colocou a culpa em Javier para conseguir receber o dinheiro do seguro. Sabendo que não pode simplesmente dar esta informação para Javier, ele resolve ajudá-lo. Assim, ele pede a colaboração de Sam e Fiona (que costumava assaltar bancos para o Exército Republicano Irlandês, o IRA). Eles grampeiam Pyne e obtêm a informação que o incrimina. Durante a operação, eles também descobrem que Pyne pensava em sequestrar o filho caçula de Javier. Michael frusta o sequestro e ensina o garoto a se defender. Por fim, ele encerra o caso exigindo que Pyne retire as acusações contra Javier e lhe dê uma indenização.

    Sam toma um café com um agente do FBI. Michael supõe que ele já tenha sido descoberto, mas logo fica surpreso ao saber que toda sua família foi ameaçada. Sam pede desculpas e diz que seu pagamento foi cancelado até que ele volte a cooperar. Michael diz compreender a situação e apenas pede que Sam não conte tudo o que sabe. Esgotado, ele volta para casa e encontra fotos suas tiradas com câmeras de segurança espalhadas por toda a cidade. Ele sabe que aquilo não foi feito por alguém do governo, mas não imagina quem seja ... ainda.

Deixe seu comentário