A tão aguardada adaptação dos quadrinhos de Sandman, de Neil Gaiman, para a Netflix ganhou mais uma novidade. Atuando como coprodutor-executivo, o autor disse recentemente em entrevista à Digital Spy que a série, a ser lançada no ano que vem, vai se passar nos dias atuais, e não nos anos 1990.

A 1ª temporada do projeto contará inicialmente com 11 episódios. "A versão para a Netflix começará em 2021; logo, Morfeus será mantido prisioneiro nessa versão por 105 anos em vez de 70 anos. Vamos ver como isso ficará", contou Gaiman.

(Reprodução) Vertigo/DC/Reprodução

Sandman foi publicado pela primeira vez em 1988, sendo considerado por muitos a obra-prima do escritor. Durante a entrevista, Gaiman também levantou algumas possibilidades criativas acerca do protagonista Morfeus e como ele seria se estivesse sendo criado agora, com todas as inovações da época.

Vale lembrar que, nos quadrinhos, Morfeus é descrito como um ser desumano que transcende gênero ou raça. A imagem conhecida de um homem pálido com longos cabelos pretos seria apenas uma manifestação de sua persona.

Segundo Gaiman, o design de produção foi aprovado por ele e já está em estágio avançado. "Recebo e-mails com o material do design de produção de Sandman da Netflix e só quero mostrá-los a todos, mas sei que não posso; eles são incrivelmente confidenciais", contou.

The Sandman terá Allan Heinberg como showrunner e David Goyer como produtor-executivo. A estreia está prevista para 2021.

Texto escrito por Matheus Rocha da Silva via Nexperts.