Nascido na França, o Novo Extremismo Francês é um movimento que apresenta filmes pesados, com violência acima da comumente vista nos cinemas. São filmes transgressivos, normalmente filmes de terror, com um toque de drama e bastante violência brutal gráfica, recheada de sangue e mutilações. Definitivamente, não é para todo mundo.

  Focus/Reprodução

Os filmes desse gênero normalmente não chegam aos grandes circuitos de cinema ao redor do mundo, principalmente pelo fato de incomodarem muito os espectadores pela violência excessiva. No entanto, algumas dessas produções ganharam relevância, tendo até recebido versões em Hollywood, como é o caso de Mártires, de 2008, que ganhou uma versão norte-americana em 2015.

Confira uma lista com 6 filmes do Novo Extremismo Francês que valem a pena assistir se você tem estômago forte!

Alta Tensão (High Tension - 2003)

 

Do diretor Alexandre Aja, o filme extremamente violento acompanha a história de Marie, que passa uns dias na casa de uma amiga da faculdade, porém, um assassino psicótico invade a casa dessa amiga, matando sua família. Marie parte em busca do resgate de sua amiga, que foi sequestrada pelo psicopata.

A Invasora (Inside – 2007)

 

O filme conta a história de uma mãe grávida que tem sua casa invadida por uma outra mulher que quer o que a mãe carrega a todo custo. A Invasora talvez seja o filme mais pesado da lista, com mortes absurdamente impiedosas, com litros e mais litros de sangue, além das lesões corporais graficamente horríveis.

Mártires (Martyrs – 2008)

 

Talvez este seja o filme mais famoso do Novo Extremismo Francês, principalmente por ter ganho uma versão Hollywoodiana em 2015. No entanto, a versão francesa é mais pesada, angustiante e traz questionamentos perturbadores sobre os limites do ser humano. O filme dividiu as opiniões dos críticos no Festival de Cinema de Cannes de 2008.

Desejo e Obsessão (Trouble Every Day­ – 2001)

 

O filme traz uma versão um pouco diferente sobre os contos vampirescos. Desejo e Obsessão segue um médico americano em lua de mel na França que se infecta com uma doença que o faz querer consumir carne humana. A doença é transmitida através do sexo, o que faz o relacionamento do casal se tornar um pouco mais complicado.

Climax (2018)

 

Climax foi aplaudido de pé no Festival de Cannes de 2018. O filme conta a história de um grupo de dançarinos que acaba consumindo LSD. Com isso, a trama do filme é recheada de cenas de dança muito bem coreografadas – um dos poucos filmes de terror com base na dança, assim como o clássico Suspiria.

Grave (Raw - 2016)

 

Grave conta a história de uma caloura de veterinária que começa a ter impulsos violentos após consumir carne crua pela primeira vez. O filme se tornou famoso por desmaiar alguns de seus espectadores no Festival Internacional de Cinema de Toronto de 2016 devido à violência extrema.

Preparados para uma maratona bem sangrenta?

Texto escrito por Marcelo de Morais via Nexperts.