Na última sexta-feira (03), estreou no streaming da Amazon Prime Video, a 2ª temporada de Hanna, com oito novos episódios. A nova temporada da série, originalmente adaptada do filme homônimo de 2011, consegue expandir a visão do mundo dos super soldados de maneira inteligente e consistente. 

Este era um grande desafio para o programa, visto que a trama apresentada no filme foi toda desenvolvida durante a 1ª temporada. Agora, o novo ano apresentou uma história totalmente original.

  Amazon Studios/Reprodução

Uma nova perspectiva para segunda temporada de Hanna

A temporada inicia com Hanna numa posição diferente, tendo que proteger Clara, depois do desfecho do ano anterior. Ambas estão vivendo em uma floresta na Romênia. Hanna acaba desempenhando com Clara um papel próximo ao que Erik exercia com ela.

Essa posição inicial dita todo o tom da temporada, que acaba trocando os cenários mais fechados e com uma paleta de tons mais neutra, vistos no início da série, por cenários mais vivos, com cores mais vibrantes.

Outro pronto que se destaca na trama é a adição de um novo grupo de superagentes adolescentes que estão sendo treinados para atacar seus inimigos, mas que acabam tendo uma vida “normal”, o que traz um toque de drama escolar adolescente à série. Conforme a trama avança, esses adolescentes acabam assumindo seus novos papéis de maneira convincente, dando mais corpo à história.

Entretanto, apesar da nova ameaça, a história entre Hanna e Marisa Wiegler continua forte. O principal objetivo de Marisa é manter Hanna e Clara longe dos novos perigos que o novo — e ótimo — personagem John Carmichael pode oferecer.

Hanna 2ª temporada e as novas alianças

O relacionamento e a confiança em novas alianças são a base do desenvolvimento do novo ano de Hanna. A maneira como tudo é tratado, mostrando que muitas dessas parcerias são construídas com segundas intenções, faz com que o espectador não saiba em quem confiar. Isso acaba proporcionando algumas surpresas no decorrer dos oito episódios.

Mais efeitos, porém, o drama ainda é o foco

A nova temporada apresenta uma produção mais desenvolvida, com efeitos especiais mais presentes e mais bem finalizados do que no ano anterior. Mas, apesar do ganho visual, o drama de Hanna ainda é o foco central da série. 

A atriz Esme Creed-Miles, que interpreta a protagonista, consegue entregar uma atuação que, por mais que não seja das mais brilhantes, é eficiente e faz a personagem — e consequentemente toda a trama — funcionar. Não só Esme, mas também o novo elenco de adolescentes consegue entregar performances excelentes.

Em suma, a 2ª temporada de Hanna conseguiu elevar o nível da série, que já havia apresentado uma interessante temporada de estreia. Novos rumos para os personagens foram desenhados, deixando vários pontos em aberto para sua continuação.

As duas temporadas de Hanna podem ser vistas no streaming da Amazon Prime Video.

Texto escrito por Marcelo de Morais via Nexperts.