O ator de Riverdale, Cole Sprouse, reativou sua conta no Twitter para rebater as acusações de agressão sexual feitas contra ele e seus colegas por meio de contas anônimas. A pessoa que escreveu o tweet relatou que foi agredida sexualmente por Sprouse em 2013 em uma festa na Universidade de Nova York, onde o ator estudava na época.

"Eu levo essas acusações muito a sério e vou trabalhar com a minha equipe para descobrirmos a raiz disso. Acusações falsas provocam um dano tremendo nas reais vítimas de estupro. Além disso, eu nunca silenciaria ninguém", respondeu o intérprete de Jughead em uma sequência de tweets.

"Eu encorajo que as pessoas verifiquem essas acusações por conta própria, porque os eventos detalhados foram falsos. Essa parece ser a última denúncia de uma série de incidentes que buscam 'cancelar', sem fundamento, meus colegas de elenco e eu", continuou Sprouse. 

De acordo com o BuzzFeed, outras acusações de agressão sexual  foram feitas por contas anônimas recém-criadas contra os atores KJ Apa (Archie), Vanessa Morgan (Toni) e Lili Reinhart (Beth), todos de Riverdale

Ex-namorada de Sprouse, Reinhart retuitou a sequência de falas do ator. " Eu sempre levei acusações de abuso sexual muito a sério" ela disse no Twitter. "Mas o que está provado é que essa conta foi criada especificamente para inventar falsas histórias sobre mim e o meu elenco. Não consigo pensar em nada mais distorcido do que mentir sobre abuso sexual".

A atriz de Riverdale ainda afirmou que eles estão pensando em tomar medidas legais. Madelaine Petsch, a Cherry Blossom do seriado, defendeu os colegas por meios dos seus stories do Instagram. Vanessa Morgan retuitou as postagens de Cole e de Madelaine, enquanto KJ Apa ainda não se manifestou.

Texto escrito por Mikaela Brasil Oliveira via Nexperts.