Derivada do universo de Penny DreadfulPenny Dreadful: City of Angels vem sendo descrita como “uma descendente espiritual” da série original e se passará na Los Angeles dos anos 30, uma época e lugar fortemente influenciados pela cultura México-americana, e com grandes tensões sociais.

"Penny Dreadful original era poético em seu sangue e violência. Isso é mais psicológico, como se Raymond Chandler conhecesse Rod Serling", diz Nathan Lane. Ele interpreta Lewis Michener, um detetive veterano da polícia no final dos anos 1930, em Los Angeles. 

A cidade é habitada por uma entidade chamada Magda, que tenta trazer à tona o pior dos seres humanos para provar à sua irmã, Santa Muerte, Anjo da Morte no folclore mexicano, que os humanos não valem a pena serem salvos.

(Fonte: Jim Fiscus/Showtime/Reprodução) Showtime/Reprodução

Em entrevista ao TV Insider, o vencedor do Tony por três ocasiões conta mais sobre os aspectos da série spin-off.

Você já interpretou um detetive antes?

Sim! Em um infeliz musical em 1989 com o título incomum de In a Pig's Valise. Foi uma paródia de um filme noir. 

Onde Michener e seu jovem parceiro, Tiago Vega, entram?

Eles estão investigando um misterioso assassinato. Uma rica família de Beverly Hills é morta e pintada com a maquiagem do Dia dos Mortos, levando as pessoas a suspeitarem de mexicanos. Mas as coisas são muito mais complicadas.

Vega enfrenta o racismo intenso e Magda tem sua família na mira. Quais são os problemas de Michener?

Lewis se separa de seus filhos e vê em Tiago uma chance de acertar. Michener se torna seu mentor; sendo judeu, ele entende o que é ser um estranho. Eles formam um vínculo inquebrável. Esse foi, de longe, o personagem mais interessante e emocionalmente complexo que eu já interpretei na televisão.

Penny Dreadful: City of Angels estreia neste domingo, 26 de abril, no Showtime.

Texto escrito por Luís Costa via Nexperts.