O Syfy anunciou nesta semana a exibição da 1ª temporada de Harley Quinn, série animada da personagem de mesmo nome (Arlequina, no Brasil). O canal de assinatura, disponível nos Estados Unidos e também no Brasil, irá liberar os 13 episódios semanalmente, todo domingo, a partir de 03 de maio até o dia 24 do mesmo mês.

A atração original do DC Universe, serviço de streaming da Warner Bros., recebeu boas críticas em sua estreia no ano passado. Ela é centrada nos caminhos da carismática vilã para se tornar membro da Legião do Mal, grupo liderado por Lex Luthor e formado por grandes antagonistas dos heróis da DC.

Harley Quinn e seu grupo DC Universe/Reprodução 
Harley Quinn e seu grupo

Ambientada em Gotham City, a produção de comédia possui uma temática mais adulta, com pitadas de sarcasmo e violência. Após terminar seu relacionamento com o Coringa a fim de atingir seu objetivo, Harley Quinn irá se unir com sua famosa parceira Hera Venenosa e buscará aliança com Tubarão Rei, Dr. Psycho, Cara-de-Barro e Sy Borgman.

Dublagem de estrelas

Outro destaque do programa é o elenco de voz, composto por Kaley Cuoco (The Big Bang Theory), Lake Bell (A Voz de uma Geração), Diedrich Bader (Como Enlouquecer seu Chefe), Alan Tudyk (Firefly), Rahul Kohli (Supergirl), Christopher Meloni (Law & Order: Special Victims Unit), Tony Hale (Arrested Development), Ron Funches (Trolls), Wanda Sykes (The New Adventures of Old Christine), Natalie Morales (Parks and Recreation), Giancarlo Esposito (Breaking Bad), Jason Alexander (Seinfeld) e J.B. Smoove (Curb Your Enthusiasm).

A 1ª temporada de Harley Quinn contou com 13 episódios no DC Universe e atualmente tem sua 2ª parte no ar. Criada por Paul Dini e Bruce Timm, a personagem apareceu pela 1ª vez na série animada do Batman, de 1992, e rapidamente conquistou os fãs. Com o passar dos anos, recebeu um foco maior ao ganhar aventuras solos nos quadrinhos da editora e no recente filme Arlequina em Aves de Rapina.

Ainda não se sabe se a programação será a mesma para quem tem o canal no Brasil.

Texto escrito por Ricardo de Carvalho Isídio via Nexperts.