A nova série do Disney+Loki, que está programada para estrear no início de 2021, teve mais informações divulgadas sobre a sua trama. Michael Waldron, o showrunner da série, revelou em uma conversa no podcast Foverer Dogs (via Comic Book Movies) que o vilão da Marvel nos cinemas irá passar com uma crise de identidade.

  (Fonte: Marvel/Reprodução) 

Da última vez que vimos Loki no MCU, ele havia conseguido escapar da prisão ao fugir com o Tesseract em Vingadores: Ultimato, quando alguns heróis voltaram no tempo para tentar reunir as “Joias do Infinito” com o objetivo de derrotar o vilão Thanos na linha de tempo regular do universo dos Vingadores. 

No entanto, Loki havia morrido nesta linha do tempo regular em Vingadores: Guerra Infinita. O que nos deixa em dúvida sobre qual será o Loki que veremos na série.

Porém, a crise de identidade do personagem, não deverá ter relação com estas diferentes linhas do tempo. De acordo com as palavras de Waldron, Loki deverá refletir sobre a sua posição perante a trama, já que, por muitas vezes no MCU, o vilão agiu como herói, principalmente para defender seu irmão Thor.

“Eu acho que seja uma luta com a identidade, sobre quem você é, quem você quer ser. Eu sou atraído por personagens que estão lutando pelo controle. Certamente, você vê que, com Loki, nos primeiros 10 anos de filmes, ele não tem o controle em partes cruciais de sua vida. Ele foi adotado e tudo mais e isso se manifesta através da raiva em relação à sua família”, declarou o criador da série.

Loki ainda não tem uma data confirmada para seu lançamento, mas a série deve chegar em 2021 à nova plataforma de streaming da Disney.

Texto escrito por Marcelo de Morais via Nexperts.