A animação She-Ra and the Princesses of Power (She-Ra e as Princesas do Poder), da Dreamworks, irá se encerrar ao final da 5ª temporada na Netflix.

A nova e última temporada está programada para estrear no dia 15 de maio na plataforma de streaming e, segundo as informações divulgadas pela própria Dreamworks, a série que foi indicada ao Emmy e ao Critics' Choice Awards deverá ter um final agridoce.

(Fonte: Netflix/Divulgação)
(Fonte: Netflix/Divulgação)

Noelle Stevenson, a showrunner da animação, confirmou em conversa com o site Entertainment Weekly que, desde o início do projeto, ela e sua equipe sabiam exatamente quantos episódios a série teria em seu total. Dessa maneira, eles conseguiram planejar toda a trajetória das personagens durante as temporadas e, principalmente, a conclusão da animação. 

“Foi adaptada para ser 52 episódios com as durações atuais, o que é uma verdadeira bênção para um contador de histórias, porque significa que tudo acontece quando deve acontecer”, comentou Noelle.

Além do anúncio, a Netflix divulgou através do Entertainment Weekly dois novos cartazes da 5ª temporada da série. Nos pôsteres, podemos conferir a Espada de Proteção em pedaços. No 1º deles, ela aparece quebrada no chão; já no 2º, She-Ra aparece empunhando a espada fragmentada. 

Confira as imagens:

(Fonte: Netflix/Divulgação)
(Fonte: Netflix/Divulgação)
(Fonte: Netflix/Divulgação)
(Fonte: Netflix/Divulgação)

Sinopse da 5ª temporada

Na 5ª temporada, a cruel Horda Prime chegou e, sem a Espada de Proteção e a She-Ra, a Rebelião está enfrentando seu desafio mais difícil. Nessa conclusão épica, adversários inesperados são confrontados e relacionamentos são testados e alterados para sempre. Adora e as Princesas do Poder poderão salvar seu planeta? Ou o Universo sucumbirá ao poder maligno da Horda Prime antes que o amor possa conquistar o ódio?

As quatro primeiras temporadas de She-Ra and the Princesses of Power já estão disponíveis na Netflix. Os 13 episódios que concluirão a história chegam à plataforma no dia 15 de maio.

Texto escrito por Marcelo de Morais via Nexperts.