Na última quinta-feira (12), o 14º episódio da segunda temporada de Legacies enviou Hope e seus amigos para uma área cinzenta e perigosa.

Para lidar com o trauma recente vivido pelos alunos da Escola Salvatore, Emma sugere que eles participem de uma simulação em grupo, os transportando para um mundo noir. 

Hope, Josie, Lizzie, MG e Rafael aprendem rapidamente que devem enfrentar seus conflitos de frente ou correr o risco de sofrerem com as consequências catastróficas do jogo.

Brett Matthews, o produtor executivo da série, que escreveu o episódio junto com Mark Ryan Walberg, disse em uma entrevista para a TV Line que eles exploraram muitas opções de gêneros, chegando a considerar temas como velho-oeste, steam punk e até mesmo a era vitoriana antes de escolherem utilizar uma temática noir.

(Fonte: CW/Reprodução)
(Fonte: CW/Reprodução)

O que se seguiu foi um clássico recurso de narrativa conhecido como whodunnit, muito utilizado em romances policiais. MG assumiu o papel de um detetive que investiga uma possível trama de assassinato contra Lizzie, agora, uma famosa estrela de Hollywood.

Embora todos os personagens tenham aprendido lições importantes sobre si mesmos durante a simulação, incluindo Lizzie, que admitiu ser muito egocêntrica, e MG percebendo que precisa confiar mais em si mesmo, a grande revelação foi Dark Josie, que usou sua magia para dominar e manipular o experimento, mostrando que chegou oficialmente para ficar.

Segundo o produtor, o próximo episódio vai ser focado nas crianças da escola tendo que lidar com o problema que Dark Josie vai causar. “Ela meio que se declarou uma super-vilã no final do episódio 14 e, no próximo capítulo, vai começar a provar o porquê. O episódio 15 trará alguns movimentos bastante ousados que terão grandes impactos no futuro”, disse Matthews.

Mesmo com todos os problemas, a boa notícia é que descobrimos que o verdadeiro Vardemus ficou preso em um armário de academia o tempo todo. Sua consciência também foi sugada para a simulação, e quando seu personagem morreu na fantasia noir, ele acordou no mundo real.

“Adoramos Alexis Denisof, e esse é um caso de amor que remonta aos dias de Buffy, quando eu era assistente de produção. É incrível tê-lo por perto e ele se encaixou muito bem, então, queríamos realmente mantê-lo em nosso universo. Isso começa uma jornada interessante para esse personagem, com certeza", concluiu Matthews durante a entrevista.

Parece que vamos ter que esperar para ver o que os próximos episódios reservam para os alunos da Escola Salvatore!

Texto escrito por Gianlucca Del Cielo Lavado via Nexperts.