O mundo das séries de TV está sendo impactado de maneira forte pela pandemia do novo Coronavírus (COVID-19). A última série vítima do vírus é Grey's Anatomy, que divulgou hoje (13) a suspensão das gravações da 16ª temporada. 

A decisão veio depois que o prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, ordenou que as pessoas evitassem reuniões com mais de 50 pessoas. Com isso, as produções foram interrompidas durante as filmagens do episódio 21 da 16ª temporada do seriado. 

(Fonte: ABC Studios/Divulgação)
(Fonte: ABC Studios/Divulgação)

A informação foi trazida ao elenco pela produtora e showrunner Krista Vernoff, juntamente com os produtores executivos Debbie Allen e James Williams. Na mensagem, eles afirmam que a decisão tem o intuito de preservar o bem-estar e a segurança de todos.

Não há previsão para a volta das gravações de Grey's Anatomy, mas foi comunicado que a suspensão durará, no mínimo, duas semanas. A tendência, na verdade, é que a pausa nas gravações dure mais tempo, levando em conta as medidas de prevenção contra o Coronavírus. 

Confira a mensagem na íntegra:

Para o nosso incrível elenco e equipe:

Com muita cautela, a produção de Grey’s Anatomy é adiada de forma imediata. Estamos indo para casa agora por pelo menos duas semanas e esperando para ver como a situação do Coronavírus evolui.

Essa decisão foi tomada para garantir a saúde e a segurança de todo o elenco e equipe e de nossos entes queridos fora do trabalho, de acordo com a sugestão do prefeito Garcetti de não nos reunirmos em grupos de mais de 50 pessoas.

Mantenham-se seguros, saudáveis, hidratados, fiquem em casa o máximo possível e lavem as mãos com frequência. Por favor, cuidem de si e dos outros. À medida que as atualizações chegarem, manteremos vocês informados.

Obrigado por tudo que vocês fazem!

Krista, Debbie e James 

Esperamos que as coisas melhorem o quanto antes!

Texto escrito por Gabriel Lopes Witiuk.