Station 19 está em alta! A ABC anunciou nesta quarta-feira (11) que a série spin-off de Grey's Anatomy foi renovada para a 4ª temporada.

"Krista Vernoff é uma contadora de histórias afiada e excelente e somos muito gratos a ela - junto com o elenco e com a equipe talentosa - por tudo o que fizeram para fazer a Station 19 prosperar nesta temporada", disse Karey Burke, presidente da ABC Entertainment. 

"Este programa viciante e rico está atingindo seu nível mais alto este ano por um motivo e mal podemos esperar para entregar mais ótimas histórias ao nosso público apaixonado", completou.

A série, que cruza regularmente com sua série de origem, segue um grupo de heroicos bombeiros de Seattle enquanto eles navegam suas vidas no quartel que leva o nome do programa. O elenco inclui Jaina Lee Ortiz, Jason George, Boris Kodjoe, Grey Damon, Barrett Doss, Jay Hayden, Okieriete Onaodowan, Danielle Savre e Miguel Sandoval.

Station 19: spin-off de Grey
(Fonte: ABC/Reprodução)

Atualmente, a terceira temporada de Station 19, com seus sete de 13 episódios, tem uma média de 6,3 milhões de telespectadores e pouco mais de uma classificação de 1,0 (nos números ao vivo + mesmo dia), melhorando de 7 a 19% em relação ao segundo ano. 

Entre todos os dramas atuais da ABC, ele oferece a maior audiência semanal, seguido de Grey’s Anatomy (que foi renovada para sua 17ª temporada).

Anteriormente, Vernoff (showrunner da série) havia dito que crossovers entre os programas iriam ocorrer com frequência:

"Desde que Station 19 estreou na sala dos roteiristas, sempre pensamos que a melhor progressão era dos bombeiros para o hospital. Agora, com a série indo ao ar às 20h e Grey’s Anatomy logo em seguida, às 21h, existem oportunidades muito orgânicas como, por exemplo, o hospital recebendo pacientes que acabamos de ver sendo resgatados pelos bombeiros."

Os novos episódios do drama de bombeiros e de sua “série mãe” vão ao ar nas quintas-feiras, na ABC. No Brasil, as duas séries têm transmissão pelo canal pago Sony e pela Netflix

Texto escrito por Luís Costa via Nexperts.