Love Is Blind, o reality show da Netflix que colocou 30 solteiros divididos em uma casa — homens de um lado, mulheres do outro –, para que pudessem se conhecer, se relacionar, se apaixonar e decidirem se casar, sem que pudessem ver um ao outro, chegou à sua segunda semana com 4 novos episódios que trazem os cinco casais restantes, morando juntos e conhecendo as famílias de seus novos parceiros.

Love Is Blind: brigas e incertezas nos episódios 6 ao 9 (RECAP)
(Fonte: Netflix/Reprodução)

Lauren e Cameron são o casal que mais aparenta estar apaixonado, porém, enfrentam grandes dificuldades ao conhecerem os pais, principalmente os de Lauren. Lauren é negra e tem um pai que se preocupa muito com o fato dela namorar um branco. Não por preconceito por parte dele, mas pelo medo que ele tem que sua filha possa sofrer algum preconceito da sociedade onde vivem por serem um casal interracial.

Outro fato que atrapalha o futuro do casal é que Lauren não pretende se desfazer de sua casa para ir morar com seu futuro marido. Cameron não curtiu a ideia.

Seguindo rumos diferentes, temos Jessica e Mark. Enquanto Mark se diz pronto para casar com Jessica, a sua noiva parece ter muitas dúvidas — e essa grande dúvida se chama Barnett. Sempre que Jessica bebe um pouco mais do que devia, ela começa a dar em cima de Barnett, com quem teve uma forte ligação inicial. Jessica também está bastante incomodada com a diferença de idade entre ela e Mark.

Por falar em Barnett, seu relacionamento com Amber vai muito bem durante a maior parte dos episódios. Os dois se dão muito bem como casal, são confiantes e divertidos, porém, os problemas do casal são fora do relacionamento. Amber é pobre e possui grandes dívidas em seu nome, o que faz Barnett questionar a estabilidade do futuro do casal, já que ele será responsável por sustentar a nova família. E por falar em família, a de Barnett parece não apoiar o relacionamento.

Kelly e Kenny possuem grande afinidade, sempre estão felizes e parecem combinar muito um com o outro, porém, essa proximidade dos dois soa muito mais como um casal de amigos do que um casal romântico. Eles são o único casal que não avançaram para o próximo nível (leia-se: ter relações sexuais). Kelly revela não ter atração física por Kenny. O lado positivo é que a família de ambos se deram muito bem e apoiam o casal.

Giannina e Damian são o casal que mais vivem entre altos e baixos. Giannina briga com Damian por qualquer motivo e parece querer desistir a qualquer momento, entretanto, no dia seguinte parece estar novamente apaixonada — pelo menos até a próxima briga do casal. Eles são o primeiro casal a subir no altar no final do episódio 9. No altar, Giannina aceita se casar com Damian, mas o episódio termina antes da resposta de Damian — que não parecia feliz na situação.

O que você achou da segunda parte do reality show da Netflix?

Texto escrito por Marcelo de Morais via Nexperts.