Quem matou a dona de casa da Califórnia, Mary Fisher, em 1983? Com sangue nas mãos (literalmente) e uma longa história de problemas, o filho de Mary, Eric (Kyle Gallner), de 17 anos, parece ser o culpado óbvio em Interrogation.

Pelo menos, é o que o detetive de Los Angeles, David Russell (Peter Sarsgaard) acredita no início desse complexo drama, que é baseado em transcrições de uma investigação real de homicídio. Um júri também acredita nisso e condondena o adolescente rebelde pela morte de Mary (Joanna Going).

Eric continua a afirmar sua inocência e, duas décadas depois, outro detetive (Vincent D'Onofrio) é designado para investigar o caso depois que novas informações surgem, dizendo que Russell pode ter falsificado algumas evidências.

Os saltos no tempo levam os espectadores aos dias anteriores e posteriores à ocorrência do crime e ao início dos anos 2000. "Estávamos realmente em todo o mapa. Haviam dias em que eu tinha 17 anos, 40 e depois 17 novamente", observa Gallner, que usava maquiagem para interpretar as várias idades.

Interrogation: questione tudo em nova série criminal da CBS
(Fonte: John Golden Britt/CBS/Reprodução)

A maior reviravolta do programa pode ser o próprio formato. Além da estréia e do episódio final, os oito episódios restantes podem ser vistos em qualquer ordem. É um aceno de como os detetives pesquisam casos deste tipo. "Imagine que você tem uma caixa de documentos, fotografias, histórias, relatórios e está tentando contar uma história que se ramifica em várias avenidas", diz a coprodutora Johanna Factor. "Construímos uma narrativa baseada em cada personagem chave."

Esses personagens têm personalidades bem peculiares, por isso, não confie em tudo o que dizem. "A maioria dos nossos personagens, se não todos, mentem no programa", diz o produtor executivo John Mankiewicz. "Você deveria questionar tudo!"

Interrogation estreia quinta-feira (6), no CBS All Access.

Texto escrito por Luís Costa via Nexperts.