O jogador de basquete Kobe Bryant, falecido no último domingo, dia 26 de janeiro, em um acidente de helicóptero nos Estados Unidos — que também vitimou sua filha Gianna —, será um dos homenageados na cerimônia do Oscar 2020, que acontecerá no próximo dia 9 de fevereiro.

Cerimônia do Oscar 2020 irá homenagear Kobe Bryant
Kobe Bryant com seu Oscar em 2018. (Fonte: Jordan Strauss/Invision/AP/Shutterstock)

Bryant, um dos maiores nomes da história do basquete mundial e ícone do Los Angeles Lakers, onde jogou durante toda a sua carreira no esporte, foi vencedor do Oscar de Melhor Curta-Metragem de Animação em 2018, com o filme Dear Basketball.

O curta girava em torno de uma carta de despedida que Kobe Bryant escreveu para a sua aposentadoria em 2016 e que apresentou um texto em que o atleta agradecia o basquete pela sua trajetória vitoriosa. Kobe foi também o narrador do texto do filme animado por Glen Keane.

Todo ano, a academia apresenta no Oscar o segmento “In Memoriam”, que relembra todos os profissionais do cinema que faleceram no último ano. Porém, a própria academia não deixou claro se a homenagem a Kobe será nesse momento ou em algum outro momento especial, já que, tradicionalmente, o “In Memoriam” apresenta os membros da própria academia. Kobe não fazia parte da academia, mesmo tendo vencido o Oscar em 2018.

“Podemos confirmar que Kobe Bryant será reconhecido na transmissão”, disse a academia através de um comunicado divulgado à imprensa hoje.

Nesta semana, o almoço anual que reúne todos os indicados ao Oscar no ano começou com um minuto de silêncio em homenagem às nove vítimas do acidente que matou Kobe e sua filha.

Kobe Bryant também foi homenagem na cerimônia do Grammy 2020, que aconteceu no último domingo (26).

 

 

A cerimônia do Oscar 2020 irá acontecer no domingo, dia 9 de fevereiro, às 22:00 horas e terá transmissão no Brasil a partir das 20:30 no canal de TV fechado, TNT. A TV Globo tradicionalmente também transmite a cerimônia, normalmente intercalando com a exibição do Fantástico.

Texto escrito por Marcelo de Morais via Nexperts.