Em entrevista realizada no Vulture Festival, no dia 8 deste mês, Joshua Safran confirmou o retorno de Gossip Girl. O roteirista e produtor da série explicou que o reboot não será uma continuação da "garota do blog" que os fãs conhecem, mas sim uma nova representação, com personagens mais diversos e um aspecto mais atual do mundo. Apesar do elenco renovado, o cenário continuará sendo o mesmo: a elite escolar do Upper East Side de Nova York.

Gossip Girl 2.0

Safran inicialmente se mostrou relutante à ideia lançada por Josh Schwartz e Stephanie Savage, criadores da série, já que "era uma estrada que ele já havia percorrido". Contudo, ele apresentou uma nova concepção que daria uma cara diferente e atualizada ao programa, e eles imediatamente aceitaram, lançando a proposta para a Warner Bros. TV. A empresa firmou compromisso com o spin-off de Gossip Girl, que, a princípio, terá dez episódios com duração de 1 hora cada.

(Fonte: Spin 1038/Reprodução)
(Fonte: Spin 1038/Reprodução)

Ainda sem data para ser lançada e sem muitos detalhes em relação ao roteiro, a série refletirá melhor a situação do ensino médio nas escolas particulares de Manhattan no cenário atual, incluindo a realidade demográfica dos adolescentes e a forma como são atingidos e influenciados pelas mídias sociais e pelo imediatismo ocasionado pelo avanço das tecnologias.

Além disso, Safran afirmou que "não houve muita representação na primeira vez no programa", por esse motivo o reboot não contará apenas com "protagonistas brancos" e deve explorar personagens LGBTQ+. Tendo em vista o sucesso da série original, entre 2007 e 2012, os fãs podem esperar uma "garota do blog" muito mais antenada às tecnologias e novidades do mundo.

Relacionado: Gossip Girl: Kristen Bell volta a dar voz à Garota do Blog no reboot

Este texto foi escrito por Flávio Motta Coutinho via nexperts.