Atenção! Este texto contém spoilers do episódio 4x01 de This Is Us.

Na estreia da 4ª temporada de This is Us, muitos fãs ficaram intrigados com um novo personagem apresentado. Grande parte do episódio inaugural trouxe um homem cego com 20 e pouco anos de idade. Ele conhece uma garçonete em um restaurante, os dois se apaixonam, casam e acabam engravidando.

Durante todo o episódio o público ficou se perguntando quem era esse rapaz, mas a dúvida foi desfeita quando um locutor pediu para que "Jack" subisse no palco para se apresentar. Para a surpresa de todos, a sequência foi exibida durante o episódio: um flash forward, mostrando o crescimento de Jack, o filho de Toby e Kate.

This Is Us: saiba mais sobre Blake Stadnik, o ​Blake Stadnik, o novo Jack de This Is Us. (Fonte: NBCUniversal Media/Reprodução)

O personagem é interpretado pelo desconhecido Blake Stadnik, que acabou surpreendendo o público com a qualidade de atuação e a ousadia apresentadas. Com isso, os fãs da série partiram em busca de informações sobre o ator.

Stadnik é um ator norte-americano de 27 anos, nascido em Pittsburgh, na Pensilvânia. Aos 6 anos de idade, foi diagnosticado com a doença de Stargardt, que causou uma degeneração das células fotorreceptoras dos olhos e consequentemente a perda da visão. Apesar de Stadnik ser considerado cego, ele é capaz de enxergar algumas formas borradas e vultos. Sua carreira foi iniciada no teatro musical, com participação em Rua 42 e Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet. Recentemente, esteve no musical Garotos e Garotas, quando acabou sendo selecionando para entrar em This Is Us.

Dan Fogelman, criador da série, comentou que a produção estava em busca de um ator cego que fosse capaz de cantar. Foi quando encontraram Blake. "Eu estava procurando um protagonista cego e que pudesse ser engraçado e charmoso, mas também acessível e doce".

This is Us é a primeira experiência de Stadnik na TV, mas ele aparecerá outras vezes como Jack. A série é exibida no Brasil pelo Fox Premium.

Este texto foi escrito por Marcelo Omega via nexperts.