O canal de televisão Starz escolheu não renovar o drama estrelado por J.K. Simmons, Counterpart, após o fim da segunda temporada em fevereiro. De acordo com o diretor de operações da emissora, Jeffrey Hirsh, a série tinha uma audiência "muito masculina" para se encaixar em uma nova estratégia focada nas mulheres.

A declaração foi feita durante a turnê de divulgação de verão da TCA: "Counterpart foi uma grande série, tivemos ótimos parceiros na MRC e Justin [Marks] é um grande escritor, mas foi uma produção muito complicada, muito masculina. Nós escolhemos essa série e assumimos um compromisso de duas temporadas antes de nos aprofundarmos nessa estratégia feminina premium", afirmou Hirsh.

Counterpart, estrelada por J.K. Simmons, foi cancelada por ser "muito masculina"

"Quando você analisa as séries para trazê-las de volta, elas devem atender ao público feminino, e, se não atendem, temos que encontrar outras", ele acrescentou. "Se não atender à nossa estratégia principal, simplesmente não faremos".

O thriller de espionagem de ficção científica foi criado por Justin Marks, produzido pela MRC e filmado em Berlim. Na série, Simmons interpreta Howard Silk, uma pequena peça dentro de uma agência burocrática da ONU. Ele descobre que sua organização resguarda um cruzamento para uma dimensão paralela e é lançado em um mundo sombrio no qual o único homem em que ele pode confiar é sua contraparte quase idêntica nesse mundo paralelo.

Counterpart foi muito bem recebida pela crítica e ganhou 100% de aprovação no Rotten Tomatoes em suas duas temporadas.

Este texto foi escrito por Mariana Macedo via nexperts.