Que Alan Moore não quer ser associado à série Watchmen da HBO, ou qualquer adaptação da sua obra original, não é nenhum segredo. Mas, durante a tour de imprensa da Television Critics Association (TCA), o produtor Damon Lindelof (de Lost e The Leftovers) deixou bem claro que não precisa da permissão do autor para explorar o universo que ele criou.

Deixando explícita sua admiração por Moore, a quem chamou de “gênio” e “o maior escritor de quadrinhos de todos os tempos”, Lindelof disse que respeitará a vontade dele de não ter seu nome utilizado para promover a nova produção. No entanto, diz que a desaprovação não é um problema, até porque acredita que Moore faria o mesmo em seu lugar.

Watchmen: criador da série da HBO diz não precisar da aprovação de Alan Moore

“Eu sinto que o espírito de Alan Moore é um espírito punk rock, um espírito rebelde, e que se você dissesse a Alan Moore, o adolescente em 85 ou 86, ‘você não tem permissão para fazer isso porque o criador de Superman ou o criador do Swamp Thing não quer que você faça isso', ele diria: ‘F***-se você, eu vou fazer assim mesmo’. Então, eu estou canalizando o espírito de Alan Moore para dizer a Alan Moore: 'F***-se você, eu vou fazer isso assim mesmo’”.

Damon Lindelof ainda prometeu que nada das HQs originais de Watchmen será modificado. A série da HBO se trata de uma sequência que respeitará o material-base como cânone.

Com um elenco cheio de estrelas como Jeremy Irons (Liga da Justiça), Regina King (The Leftovers) e Tom Milson (Sleepy Hollow), a série Watchmen estreia em outubro na HBO.

Veja também: Watchmen: HBO libera trailer oficial da série na Comic-Con