O Eurovision Song Contest acaba de ganhar uma nova casa nos Estados Unidos. De acordo com o Deadline, a Netflix adquiriu os direitos de streaming de 2019 e 2020 da competição internacional. A edição de 2019 foi transmitida ao vivo de Tel Aviv, Israel, de 14 a 18 de maio, e chegou ao serviço de streaming nos Estados Unidos na última segunda-feira (22).

Ainda não há data para o programa em 2020, mas ele estará disponível após sua transmissão ao vivo no exterior. A empresa está adquirindo os direitos americanos depois que a Logo TV abriu mão nos Estados Unidos após 3 anos. A gigante do streaming, que não está no ramo de programação ao vivo, não tem planos para esse tipo de serviço — seus direitos são apenas para VOD.

O Deadline observa que essa aquisição faz sentido para a empresa, já que atualmente está em produção uma comédia estrelada e coescrita por Will Ferrell e Rachel McAdams, com direção de David Dobkin, cujo pano de fundo é a famosa competição internacional.

Netflix adquire direitos de Eurovision Song Contest para Estados Unidos

O Eurovision Song Contest é realizado todo ano desde 1956 e, atualmente, conta com mais de 50 países da Europa. Hoje, é uma das transmissões mais vistas no mundo, atraindo regularmente mais de 100 milhões de espectadores. Dentre os vencedores anteriores, estão o grupo sueco ABBA e a cantora canadense Celine Dion.

Neste ano, a competição teve como vencedor um holandês, Duncan Laurence, interpretando a música “Arcade”; e a final contou com uma performance da Madonna.

Embora o Eurovision seja muito popular na Europa e em vários outros territórios, o programa não foi ao ar nos EUA até que teve seus direitos comprados em 2016 pela Logo, que também transmitiu a competição em 2017 e 2018.

Este texto foi escrito por Amarílis Virgínia Ferreira via nexperts.