A estrondosa La Casa de Papel acaba de retornar para a Netflix com novos episódios da Parte 3, mas imaginamos que a essa altura você já tenha maratonado tudo. Como preencher o vazio que grupo comandado pelo Professor vai deixar tão rapidamente?

La Casa de Papel foi um sucesso tão grande junto ao público brasileiro que inspirou a Netflix a dar mais espaço e destaque a outros títulos de idioma espanhol, a maior parte deles produzida lá mesmo, na Espanha.

Boa parte das séries espanholas que chegam à Netflix seguem uma fórmula bastante similar: romances proibidos, mas nem por isso impossíveis; um crime para dar o pontapé inicial; personagens enigmáticos, com um passado misterioso e toda uma tentativa de evitar que qualquer outra pessoa descubra o que se passou.

Se você se apaixonou pelas produções espanholas depois de La Casa de Papel, selecionamos outros dez títulos que, embora com argumentos não tão parecidos uns com os outros, são (quase?) tão instigantes e envolventes quanto, com personagens incríveis e dramalhões dignos dos novelões que tanto amamos. Confira!

Gran Hotel

Fonte: IMDb

Um rosto que você vai ver em várias outras produções espanholas, Yon González é o ator que protagoniza Gran Hotel. Ele é Julio Olmedo, um rapaz que chega a um hotel no começo do século passado procurando sua irmã; porém, quando descobre que ela não está lá, decide se passar por garçom para tentar encontrá-la.

Ali, se encanta por uma jovem herdeira que deve se casar com um homem que ela não ama. Traições e amores impossíveis, e tudo isso em locações belíssimas.

Elite

Fonte: IMDb

Na maior vibe Rebelde, Elite reúne a nata da adolescência mimada em uma escola particular para os filhos dos ricaços espanhóis, onde a competição pela popularidade rola solta o tempo inteiro. Quando três bolsistas de classe média são aceitos para o corpo discente, eles vão descobrir que o mais difícil não é entrar na instituição, mas sobreviver a ela — literalmente. O que já parecia um verdadeiro inferno para os estudantes se torna pior ainda quando um homicídio acontece.

A série está longe de ser um primor, inclusive na qualidade técnica da produção. Mas, como todo novelão espanhol, isso não importa, e a trama pode ser bem viciante.

Tempos de Guerra

Fonte: IMDb

Ela não tem passaporte nem formação, mas não lhe falta coragem. E, assim, embarca escondida em um trem de enfermeiras que vai para a guerra, a fim de reencontrar seu irmão e seu noivo. Mas o que a jovem Julia Ballester (Amalia Salamanca, de Gran Hotel) vai enfrentar são desafios sobre os quais ela não exatamente pensou muito.

Na guerra, Julia se obriga a trabalhar de fato como enfermeira, redefinindo suas prioridades quando os conflitos diários, os pacientes e a chegada do médico Fidel Calderón redesenham sua vida.

Fugitiva

Fonte: IMDb

Paz Vega — que talvez você já tenha visto antes em The OA ou em filmes como Espanglês ou Grace de Mônaco — é Magda nesta série de nove intensos episódios. Apesar de ser um drama, Fugitiva é pura ação e conspiração.

A série narra a história de uma mãe que é capaz de tudo para proteger os filhos da ganância e da ira dos inimigos do marido, que prometem não medir as consequências ao buscarem vingança contra o empresário.

O Sucessor

Fonte: IMDb

Se há fronteira, há contrabando. O Sucessor tem os dois, e muito mais. Com José Coronado, Álex González e Pilar Castro, a série é um drama sobre Nemo Bandeira, um magnata envolvido com tráfico de drogas que precisa encontrar um administrador adequado para seu império.

Diagnosticado com Alzheimer, Nemo não quer que toda a sua trajetória tenha sido em vão; por isso, busca um herdeiro capaz de manter as coisas em ordem quando ele não puder mais fazer tudo sozinho. O problema é que ele não confia em ninguém da família. E agora?

Merlí

Fonte: IMDb

Como fazer jovens e adolescentes se interessarem em filosofia? O professor Merlí é especialista nisso e até quem começa a assistir à série despretensiosamente acaba se vendo atraído pelos assuntos que ele ensina. O mérito é do ator Francesc Orella, que interpreta o talentoso mestre e consegue incorporar muito bem os desafios do personagem.

Ao instigar a curiosidade dos alunos sobre a filosofia, Merlí também transita por temas como as descobertas da adolescência, a sexualidade, a homofobia e o bullying, além de trabalhar as relações de amizade e familiares.

El Ministério del Tiempo

Criada por Javier e Pablo Olivares, El Ministério del Tiempo teve três temporadas (exibidas entre 2015 e 2017), com uma pegada um pouco diferente da dos outros títulos desta lista.

Assim como grandes sucessos da atualidade, como Dark, a produção espanhola brinca com viagens no tempo e realidades paralelas, com personagens viajando de um ano para o outro na história da humanidade, tentando evitar que grandes tragédias aconteçam e que o curso do tempo seja alterado.

As Telefonistas

Também conhecida com Las Chicas del Cable, a série tem sua quarta temporada agendada para estrear no dia 9 de agosto deste ano — e uma quinta temporada já foi confirmada pela Netflix. Se você é fã de conspirações do governo, tretas empresariais, amores proibidos e libertação feminina, vai gostar.

Fonte: IMDb

Com um superelenco feminino, As Telefonistas tem tudo isso e muito mais, se passando durante a Espanha dos anos 20, quando as primeiras mulheres começam a trabalhar em uma firma de telefonia.

Enquanto a trama principal se desenrola e o público vai desvendando os mistérios da enigmática protagonista Lidia Aguillar (Blanca Suárez), o plano de fundo mostra essas mulheres — até então tão fortemente submetidas e dependentes dos homens em suas vidas — ganhando autonomia financeira.

Alto Mar

A série é um conteúdo original da Netflix que conta a história de um grupo grande de pessoas que, logo depois do fim da 2ª Guerra Mundial, partem da Espanha para chegar ao Brasil e começar uma nova vida.

Fonte: IMDb

Ivana Baquero e Alejandra Onieva são Eva e Carolina Villanueva, duas irmãs que acabam de perder o pai e, com a mais velha prestes a se casar com o dono do navio, decidem vender a empresa da família e recomeçar.

Antes, o carro em que as irmãs estão atropela uma jovem, que diz estar fugindo de um homem que a atormenta — e ela pede que as duas a ajudem a embarcar no navio. A dupla esconde a moça em um baú e, quando a viagem começa, crimes tomam conta da embarcação. A produção é imperdível e já está confirmada para uma segunda temporada.

Tempo entre Costuras

Lamentavelmente, Tempo entre Costuras é apenas uma minissérie, com uma única temporada. É tão envolvente e bem construída que quase deixa de ser um novelão espanhol, mas todos os componentes estão ali: as traições, os dramas exagerados, os mistérios, as conspirações e o amor.

Fonte: IMDb

E é o amor que leva a protagonista Sira Quiroga (Adriana Ugarte) a deixar para trás a rotina em uma pequena comunidade, onde trabalha como costureira com sua mãe, e seguir para o Marrocos viver com o novo marido, um cafajeste aproveitador que claramente só se casou com ela para explorar a jovem.

Lá, ela se descobre roubada, sozinha e sem ter para onde ir nem a quem recorrer. Como reconstruir a vida em um país estranho e abandonada, sem poder voltar para a Espanha por conta da guerra? Recuperando seu antigo ofício, claro: costurar.

***

Você tem outras sugestões de novelões espanhóis apaixonantes? Conte nos comentários quais são os seus favoritos!

Este texto foi escrito por Lu Belin via nexperts.