Stranger Things é a grande “galinha dos ovos de ouro” da Netflix. A série é a mais importante de todas suas atrações e isso se comprova novamente com uma marca histórica para o serviço de streaming. A terceira temporada, que estreou na quinta-feira (4), foi vista em nada menos do que 40,7 milhões de contas no mundo todo em apenas 4 dias.

Como sempre, a Netflix não dá muitos detalhes sobre esses números, como os exatos dispositivos, regiões, faixas etárias, estimativas de pessoas, entre outras coisas. Mas menciona que 18,2 milhões de perfis já haviam “maratonado” toda a aventura até o fim de seus 8 episódios.

Fonte: Netflix/Reprodução

Só para lembrar de seus números anteriores. Com o filme Bright, a companhia conquistou 11 milhões de assinantes em 3 dias. Mistério no Mediterrâneo, que teve abertura recente, superou esse feito com 30,9 milhões no mesmo tempo. Umbrella Academy levou 1 mês para chegar a 45 milhões de visualizações e Sex Education, assim como You, ultrapassaram a barreira dos 40 milhões em seus primeiros meses.

Stranger Things continua sendo a grande referência do serviço

A Netflix usa bastante os dados de business intelligence para definir os investimentos em conteúdo original. Ao ser vista por usuários muito distantes uns dos outros, mas como semelhantes padrões de consumo, Stranger Things ganhou atenção especial e virou a “fórmula de sucesso” da empresa.

A trama conta com três grupos multiétnicos e com cada vez maior diversidade de gêneros, em três faixas etárias bem distintas: a dos pais, a dos jovens adultos e a das crianças/adolescentes. Dessa forma, fica quase impossível você não se enxergar em pelo menos um daqueles personagens.

Fonte: Netflix/Reprodução

Junte a tudo isso as inúmeras referências aos ícones retrô da cultura pop e você terá toda sua memória afetiva alimentada durante a maratona. O resultado: mais e mais séries com variantes dessa estrutura e a 4ª temporada de Stranger Things já confirmada.

A matéria "Stranger Things bate recorde de audiência da Netflix em apenas 4 dias" foi escrita por Claudio Yuge para o TecMundo, um site da empresa NZN assim como o Minha Série.