Atenção! Esta publicação contém spoilers do episódio 6x08 de The 100.

A anomalia

Logo no início do episódio "The Old Man and The Anomaly", acompanhamos Octavia, Diyoza e Xavier indo em direção à anomalia. Parando no caminho para encontrar Gabriel, Diyoza e Octavia decidem que esperarão que ele a cure para só então matá-lo. Quando a saúde de Octavia piora e Xavier vai ajudá-la, Diyosa percebe que ele tem um corte na nuca: Xavier está com a consciência de Gabriel.

Sem alternativa, elas continuam seguindo Xavier/Gabriel no caminho para a anomalia. No percurso, Diyosa pergunta como ele chegou nessa situação, chamando-o de covarde por não morrer por sua própria causa. Gabriel explica que ele treinou Eduardo, uma criança criada por ele, para remover o seu mind-drive, mas Eduardo o traiu, colocando o mind-drive no corpo de Xavier, um Nightblood.

Afetados pela anomalia, os três começam a apresentar diferentes sintomas. Gabriel tem visões de Josephine; Octavia enxerga Bellamy amordaçado. Ele explica que a anomalia faz com que as pessoas às vezes enxerguem o seu mais profundo medo, o seu maior desejo ou, por vezes, os dois ao mesmo tempo. Diyosa vê a filha, Hope, como uma criança que a guia para dentro da anomalia.

Gabriel tenta segurá-la, avisando que quem entra jamais sai, mas Diyosa continua. Octavia tenta lembrá-la de que as visões não são reais e acaba chegando muito perto da anomalia, sendo engolida por ela. Alguns segundos depois, ela corre para fora, curada. Não há nenhum sinal de que Diyosa também sairá de lá.

Confusão em Sanctum

Josephine interrompe a tentativa de Murphy de pedir a mão de Emori, querendo que eles ajudem a tirar Clarke de sua cabeça. Emori obtém uma forma de canalizar o EMP que precisam usar por meio de uma coleira de choque Eligius, mas antes ela precisa contar a Bellamy que eles estão planejando eliminar Clarke. Ele descobre uma maneira de tirar Josephine do Sanctum enquanto Emori escapa com o EMP. Murphy e Josephine vão atrás dela e a encurralam em um campo, então Bellamy e Echo surgem.

Emori tenta usar o EMP para desativar o escudo, mas Josephine ameaça Murphy com uma faca. Emori não desiste e corta uma artéria dele, então os alarmes começam a soar em Sanctum e o plano desaba. Bellamy puxa Josephine para fora de Sanctum antes que o escudo reative, mas Echo permanece para manter o grupo seguro e Murphy espera pelos oficiais que se aproximam. Emori aproveita o momento para aceitar o pedido que Murphy tentou fazer.

Madi começa a matar os Primes. Quando ela chega ao palácio e tenta matar Priya, Jordan aparece e pega a faca, com uma ferida talvez mortal. Ele não morre, pois Russell diz que eles farão o que puderem para salvá-lo durante o funeral do Prime e ordena que seus soldados coloquem Murphy e Emory com o restante de seu povo. Entretanto, Russell não apenas trouxe Josephine de volta, ele pulou a linha da ressurreição, o que pode fazer com que, em breve, ele tenha problemas em manter sua posição de liderança.

De volta, mas no corpo errado

No espaço, Abby mostra aos Sanctumites como fazer Nightblood, e eles estão preparando um homem chamado Gavin para ser o primeiro hospedeiro. Raven não aceita e exige que Abby olhe para Gavin antes que ela apague sua mente, mas ele garante que quer isso "mais do que qualquer coisa no mundo". Simone então injeta soro de Nightblood e ele desmaia. Raven fica furiosa e sai.

Abby tenta levar Raven para uma caminhada espacial para buscar o soro de Becca, mas ela diz que pode fazer isso sozinha. Mais tarde, Raven encontra Abby enquanto ela se prepara para fazer a caminhada espacial e diz que, uma vez que um homem inocente já está morto, seria pior se ela deixasse Abby morrer também.

Ao fim do episódio, Gavin acorda. Sua primeira palavra é "Abby", demonstrando que o procedimento funcionou: Gavin se tornou Marcus Kane. Os dois se abraçam, mas Marcus percebe que o corpo na maca ao lado tem a sua marca, então ele tira a coberta e pergunta a Abby o que ela fez, horrorizado. Ela afirma que o salvou.

Você está gostando da 6ª temporada de The 100? O que achou desse episódio? Conte para nós nos comentários.

Este texto foi escrito por Carolina Bernardi via nexperts.