Atenção! O texto a seguir contém spoilers do episódio 3x05 de The Handmaid's Tale.

No episódio da última semana, Luke (O.T. Fagbenle) finalmente consegue falar com June (Elisabeth Moss) pela primeira vez em anos, mesmo que apenas por alguns minutos. Então, ele é forçado a ter uma conversa com a mulher que ajudou a criar a própria distopia em que June está presa.

Relacionado: The Handmaid's Tale: Luke conhece Serena no episódio 3x05 (recap)

Parece que a fé de Serena Joy Waterford como integrante de Gelead chega a um fim abrupto. Ela viu a filha recém-nascida pela primeira vez desde que a criança foi levada. “Serena tem tantas escolhas a fazer”, revelou o produtor executivo, Warren Littlefield a TVLine, “o que ela fará para ficar perto de Nichole?”.

Em entrevista ao TVLine, a atriz que interpreta Serena, Yvonne Strahovski, comentou sobre arrependimento, o telefone secreto e por quê o Canadá pode não ser uma opção de fuga.

The Handmaid

Fred (Joseph Fiennes) foi capaz de deixar que Serena fosse sozinha até o Canadá com apenas um guarda. Segundo Strahovski, esta pode ser uma tentativa do marido de consertar o casamento deles, mas percebemos que Serena já desistiu há muito tempo. “Ela culpa Fred por tudo o que ele causou a ela, inclusive enviar o bebê para longe”, completa a atriz.

Quanto à aliança que vimos ser construída nos primeiros episódios da temporada entre Serena e June, os novos acontecimentos parecem fragilizar essa união. O casal Waterford embosca a Aia na casa dos Lawrence e pede que ela ligue para Luke e o convença de marcar um encontro e, mesmo relutante, June não perde a oportunidade de ter Serena lhe devendo um favor.

Entretanto, o encontro parece ter mudado alguma coisa em na Sra. Waterford. Vale lembrar que, quando Luke deixa que ela segure Nichole, a personagem de Yvonne chora, dizendo que o bebê “foi meu milagre e eu a deixei ir. Porque queria uma vida melhor para ela, e sua esposa também”.

Para Serena, esta temporada é muito sobre a batalha entre todas as suas emoções conflitantes. É uma batalha entre mente e coração, porque, de certa forma, Serena aprendeu uma grande lição no final da segunda temporada. ‘Como ser uma boa mãe para meu filho?’ Uma boa mãe para essa criança é de fato mandá-la para longe deste lugar e este foi o maior sacrifício para ela”, declarou a atriz na entrevista.

The Handmaid

A lição foi aprendida, mas agora estamos vendo as consequências disso para a personagem. Ela odeia a todos e não consegue parar de pensar nisso. Quando está voltando da viagem ao Canadá, vemos que há um telefone em sua bolsa junto a um bilhete que diz “se você precisar de mim”. Esta seria uma segunda oferta de fuga que Mark Tuello (Sam Jaeger) oferece. Yvonne Strahovski comenta que, muito dificilmente, Serena irá rejeitar a proposta sem pensar muito sobre o assunto, “ela está sempre pensando em cada detalhe do que vai aconteceu, manipulando a situação e isso é uma grande coisa para ela refletir e esperar um tempo até decidir o que irá fazer a respeito”, completa.

No entanto, uma coisa é certa, Serena “definitivamente, acha o objeto útil para o que colocou em seu coração”, disse Strahovski.

Este texto foi escrito por Amarílis Virgínia Ferreira via nexperts.