O serviço de streaming Hulu encomendou uma nova série sobre eventos históricos: Fertile Crescent, sobre a Guerra Civil da Síria que ainda está em curso.

A série, originalmente apresentada no festival francês Series Mania em 2017, explora o contexto da guerra civil síria através dos olhos de Antoine, um jovem francês em busca de sua irmã distante que presumem estar morta. Enquanto investiga o mistério, Antoine se junta a uma unidade de combatentes curdas, mulheres ferozes e o maior pesadelo do ISIS, ele viaja com elas para o território ocupado pelo Estado Islâmico. A jorna de Antoine cruza caminho com aventureiros anarquistas, espiões e vítimas inocentes. A história tem como objetivo lançar um novo olhar sobre os eventos trágicos na Síria e a maneira como eles afetam o mundo inteiro.

A fim de curiosidade, o Crescente Fértil é uma região que compreende os atuais estados da Palestina, Israel, Jordância, Kuwait, Líbano e Chipre, bem como partes da Síria, do Iraque, do Egito, do sudeste da Turquia e sudoeste do Irã.

Fertile Crescent tem todos os seus episódios dirigidos por Oded Ruskin (False Flag) e é estrelada por James Purefoy (The Following, Roma). Félix Moati, Mélanie Thierry, Souheila Yacoub, Joe Ben Ayed, James Floyd, Dean Ridge, Julia Faure, François Caron e Céline Samie também estão no elenco do programa.

Fertile Crescent: Hulu aprova série sobre Guerra da Síria com James PurefoyJames Purefoy (Shutterstock).

“A partir do momento em que lemos os roteiros iniciais, ficamos surpresos e pulamos de cabeça no projeto. Estamos ansiosos com a parceria com essa equipe incrivelmente talentosa para dar vida a essa visão sensível e provocante”, disse Jordan Helman, vice-presidente de desenvolvimento de conteúdo do Hulu.

Fertile Crescent é um drama de oito episódios co-criado por Maria Feldman, Amit Cohen, Eitan Mansuri e Ron Leshem e co-produzido pela TV Haut et Court, Masha Productions, Spiro Films, Versus Production e Fremantle. O Hulu está co-produzindo a série com a emissora francesa Arte France.

“Temos a sorte de escrever sobre um mundo onde mulheres corajosas mudam os rumos da história e lidam com narrativas pessoais cativantes, tudo isso enquanto exploram um dos eventos mais trágicos e comoventes das últimas décadas. Estamos animados para trabalhar neste show com uma equipe tão talentosa, dedicada e apaixonada”, disse Cohen e Leshem.

Em 2017, Christian Vesper, diretor criativo da Fremantle disse à Deadline que a história se trata de “um drama familiar em muitas camadas, que tem como plano de fundo os conflitos do Oriente Médio” com um tom semelhante a The Honourable Woman de Maggie Gyllenhaal, co-produção da BBC e Sundance.

Fertile Crescent ainda não tem data de estreia definida.

Este texto foi escrito por Amarílis Virgínia Ferreira via nexperts.