O diretor Miguel Sapochnik não é um nome estranho para os fãs de Game of Thrones. Foi ele quem dirigiu episódios aclamados da série da HBO como “Hardhome”, “Battle of the Bastards” e “The Winds of Winter”.

Mas no próximo domingo, ele enfrente seu desafio mais grandioso: A Batalha de Winterfell, que acontecerá no 3° episódio da temporada final de Game of Thrones.

Serão exibidos aproximadamente 82 minutos, filmados durante quase dois meses. Desses, apenas 60 minutos devem ser de fato em torno da ação, já que uma das preocupações do diretor é que a extensão não acabasse entediando o público.

Game of Thrones: diretor descreve Batalha de Winterfell como ‘terror de sobrevivência’Game of Thrones: diretor descreve Batalha de Winterfell como ‘terror de sobrevivência’ (Imagem: Divulgação/HBO)

“No que eu coloquei mais esforço foi em não causar ‘fatiga de batalha’ nos espectadores. Depois de 20 minutos assistindo uma batalha, você se cansa. Então como fazer com que deixe de ser uma batalha nesse sentido?”, explicou em entrevista à Entertainment Weekly.

Para isso, o veterano de Game of Thrones diz ter se inspirado na sequência de batalha do filme O Senhor dos Anéis: As Duas Torres, de 40 minutos de duração. Questionado sobre o tom do novo episódio, Sapochnik o descreveu como um “terror de sobrevivência” e o comparou a filmes do gênero.

“O que percebemos é que se parece com Assalto ao 13º DP, ou filmes em que um grupo está cercado. Geralmente há um grande elenco e um tema central lá. Então, eu venho tentando descobrir de quem é essa história. Isso é diferente do que eu fiz anteriormente, que geralmente foi da perspectiva de Jon. Aqui eu tenho 20 membros do elenco e todos gostariam que fosse a cena deles. Isso é complicado porque acho que as melhores sequências de batalha são quando você tem um ponto de vista forte, e aqui o ponto de vista é objetivo mesmo quando você passa da história de uma pessoa para outra”, completa.

Mais sobre a temporada final de Game of Thrones: