Nos palcos pela primeira vez em 1968 a peça The Boys in the Band, de Mart Crowley, foi um marco no mundo teatral de Nova York ao colocar personagens gays, sem vergonha ou julgamentos. Ano passado a peça foi para a Broadway, em um revival em homenagem aos 50 anos da estreia e, agora, Ryan Murphy reunirá o elenco para um filme da Netflix.

Em mais uma produção da parceria entre Murphy e a gigante do streaming, The Boys in the Band terá um elenco de peso de atores assumidamente gays que continuam a fazer sucesso na indústria. Jim Parsons (The Big Bang Theory), Matt Bomer (White Collar), Zachary Quinto (Heroes) e Andrew Rannells (The New Normal) voltarão para seus papéis.

Reprodução/Joan Marcus

Além deles Charlie Carver (Teen Wolf), Brian Hutchison (Jessica Jones), Robin de Jesús (Law & Order: Special Victims Unit), Tuc Watkins (Desperate Housewives) e Michael Benjamin Washington (Unbreakable Kimmy Schmidt) retornarão. Joe Mantello, que dirigiu a peça na Broadway, também dirigirá o filme, enquanto Murphy ficará na produção executiva.

A história de The Boys in the Band segue um grupo de amigos homossexuais em Nova York que se reúnem para celebrar o aniversário de um deles. As histórias e personalidades dos personagens vão se revelando durante a festa. Conforme eles vão ficando bêbados o que antes era humor entre amigos vai tomando um tom mais pesado.

Reprodução/Joan Marcus

Mart Crowley escreveu a peça enquanto trabalhava de assistente da lendária atriz hollywoodiana Natalie Wood (Amor, Sublime Amor), que o ajudou financeiramente. O título surgiu de uma fala do personagem de James Mason em Nasce Uma Estrela (1954) “Você está cantando para você mesma e para os garotos da banda.”

O elenco original da peça de 1968, e do filme de 1970, também era majoritariamente composto de homens gays. Porém, mesmo com o sucesso muitos deles permaneceram no “armário”, devido ao forte preconceito da época. Na crise da AIDS, entre as décadas de 1980 e 1990, 5 dos atores originais, o diretor e um produtor faleceram por conta da doença.

Reprodução/Joan Marcus

Murphy vai adaptar a peça como uma forma de celebrar o elenco e o trabalho de Crowley. Essa será a segunda produção da Broadway que ele levará para a Netflix. Recentemente foi anunciado que o musical The Prom também será transformado em filme. Murphy tem um contrato de US$ 300 mi com a Netflix que inclui filmes e seriados criados e/ou produzidos por ele.

The Boys in the Band deverá iniciar as gravações em julho deste ano, já o lançamento deve ficar para 2020, segundo o anúncio de Murphy em sua página no Instagram.

Este texto foi escrito por Carolina Bernardi via nexperts.