Em sua primeira transmissão nos anos 90, Will & Grace representava um enorme avanço na representação de personagens gays no horário nobre da TV americana, usando o humor – com muita ousadia – para quebrar preconceitos e estereótipos.

O revival da comédia, agora em seu segundo ano pela NBC, não tem conseguido manter a mesma relevância sobre os temas abordados, em um sinal de que os tempos realmente mudaram (e outras séries assumiram a vanguarda do movimento LGBTQ+).

As novas temporadas da sitcom têm apresentado narrativas e conflitos que já foram utilizados no passado, especialmente o vai e vem da relação entre os personagens titulares.

Will e McCoy em cena da 10ª season finale de Will & Grace (NBC).

Will e Grace voltam, nesta 10º season finale, a tomar decisões que modificam suas dinâmicas e rotinas. Após aceitarem morar com seus respectivos namorados, a dupla se vê novamente em conflito: Will quer que Grace procure ser 100% feliz, e não se acomode com os 60% que Noah (papel de David Schwimmer) representa.

Ao mesmo tempo, Will descobre que seu namorado McCoy (interpretado por Matt Bomer) recebeu uma proposta de trabalho em Londres, o que ameaça o promissor relacionamento. Os protagonistas lidam com essas questões durante o casamento de Jack, a ser celebrado em pleno aeroporto devido ao cancelamento do voo da turma para a Espanha.

Durante as horas de espera, enquanto faz um lanchinho, Grace acaba conhecendo um belo rapaz chamado Marcus (Reid Scott), que rapidamente deixa claro que está solteiro e pronto para uma aventura ao redor do mundo. O encontro leva Grace a pensar sobre os 100% de felicidade e a arriscar algo diferente em sua vida.

Grace conhece Marcus no último episódio da 10ª temporada de Will & Grace (NBC).

Para Will, a mudança vem na forma de um inesperado pedido de casamento, indicando que ele e McCoy vão tentar manter a relação à distância. Claro que Jack não ficou nada feliz com a notícia de Will em plena cerimônia de seu casamento, mas pelo menos ele se contentou em ter casado antes do amigo.

Enquanto isso, Karen encerra a sua fase “vagitariana” (como ela chamou), redescobrindo a heterossexualidade. A narrativa de experimentação de Karen no lesbianismo não chegou a lugar nenhum nesta temporada, mas a divertida alcoólatra tem as melhores cenas da season finale ao lado de Smitty – com direito a um troco do bartender após anos de deboche de sua cliente.

Karen e Smitty trocam "farpas" no final da 10ª temporada de Will & Grace (NBC).

Apesar do aparente avanço das histórias individuais dos personagens, a impressão que fica é que Will & Grace está apenas se repetindo, mudando os protagonistas de casa, encontrando novos amores e questionando suas relações, enquanto narrativas como o trabalho conjunto de Will e Grace ou os comentários políticos da republicana Karen, que poderiam ser mais bem exploradas, foram deixadas de lado. Fica a esperança para que a comédia se reencontre e volte à boa forma na próxima temporada.