Alerta! Este texto contém SPOILERS do episódio 15x19 de Grey’s Anatomy.

Mesmo após 15 temporadas (muitas delas irregulares), Grey’s Anatomy eventualmente nos lembra porque ela se tornou uma série tão importante no imaginário popular e na TV americana. O episódio 19 da 15ª temporada, “Silent All These Years”, foi um desses momentos – com direito a uma cena que deve figurar nos momentos mais emocionantes de toda a série médica até então.

A origem trágica de Jo

Grey’s Anatomy emociona e faz o seu melhor em episódio impactante sobre abuso sexual

Em duas narrativas paralelas, pudemos ver como foi o encontro de Jo (Camilla Luddington) com sua mãe biológica, Vicky (Michelle Forbes), ao mesmo tempo em que acompanhávamos a médica ajudando uma paciente vítima de abuso sexual. Não por acaso, as duas histórias tinham muito em comum.

A ir até Pittsburgh em busca de respostas, Jo descobriu que sua mãe não era nenhum tipo de mulher marginalizada pela sociedade, mas sim uma mãe suburbana com uma bela casa, um marido e fihos.

Grey’s Anatomy emociona e faz o seu melhor em episódio impactante sobre abuso sexual

Inicialmente revoltada pelas tentativas da mulher de mandá-la embora, Jo descobre ser fruto de um estupro sofrido por sua mãe. Apesar de ter tido o bebê, a jovem universitária deu a filha para adoção, pois ela era uma lembrança constante da violência que havia sofrido.

Uma história tão horrível, quanto comum

No “presente”, Teddy (Kim Raver) e Jo atendem uma mulher que chega ao hospital com indícios de abuso sexual, mas insiste em dizer que apenas sofreu uma queda. Quando Jo pressiona a paciente, Abby (Khalilah Joi) confessa ter sido estuprada por um estranho ao sair de um bar. Só que ela não quer prestar queixas. E se não acreditarem nela? E se o júri determinar que o fato dela ter bebido tequila ou estar usando uma saia significa que ela “está pedindo por isso”?

Grey’s Anatomy emociona e faz o seu melhor em episódio impactante sobre abuso sexual

Finalmente, Jo consegue convencer Abby a ao menos coletar evidências (o chamado rape kit ou kit estupro) contando à mulher sobre sua própria história de terror com Paul. O material genético ficará selado e mantido em segredo caso ela queira buscar justiça no futuro.

A cada procedimento de coleta, a mulher precisa dar seu consentimento em voz alta, e uma montagem tocante mostra a dureza e a coragem necessária em cada um dos várias “Você está pronta?” e “Sim” que se sucedem.

Grey’s Anatomy ataca nossos sentimentos novamente

Grey’s Anatomy emociona e faz o seu melhor em episódio impactante sobre abuso sexual

Mas ainda há outro problema, Abby está traumatizada e morrendo de medo de encarar qualquer pessoa do sexo masculino. É aí que Jo e Teddy recrutam todas as mulheres do Grey Sloan Memorial para uma corrente de apoio – enquanto DeLuca se assegura que nenhum homem entre na sala de cirurgia ou cruze seu caminho.

Enfermeiras, médicas e funcionárias ficaram lado a lado por todo o caminho percorrido do quarto da paciente até a operação. Impossível segurar as lágrimas quando Abby percebe o que está acontecendo. Há muito mais pessoas do seu lado do que ela poderia imaginar, especialmente as mulheres, as únicas que conseguem (ao menos deveriam) compreender e ser complacentes com a sua dor.

Grey’s Anatomy emociona e faz o seu melhor em episódio impactante sobre abuso sexual

Ao final do episódio, Abby consegue contar ao seu marido pelo que passou e os dois vão lado a lado fazer a denúncia do crime. Mas um casal que deve sentir o baque das consequências nos capítulos seguintes de Grey's Anatomy é Alex e Jo Karev.

Muito abalada com tudo que aconteceu com Abby e na viagem para conhecer sua mãe, ela se fecha e se recusa a conversar com o marido sobre. O trailer do episódio 20 mostra que Alex terá que recorrer a Link para ajudar a esposa.

Mais novidades de Grey’s Anatomy: