O ator Jussie Smollet (Empire) foi considerado inocente das acusações de que teria mentido para a polícia e planejado o ataque que sofreu em janeiro de 2019.

Entenda o caso: Jussie Smollett: ator de Empire é preso após ser acusado de forjar próprio ataque

"Hoje todas as acusações criminais contra Jussie Smollett foram retiradas e seu histórico foi limpo do arquivamento desta queixa trágica contra ele. Jussie foi atacado por duas pessoas que ele não conseguiu identificar no dia 29 de janeiro. Ele foi uma vítima que foi vilanizado e difamado para parecer como um perpetrador, como resultado de comentários falsos e inapropriados feitos ao público, causando uma pressa inapropriada de julgamento”, disseram as advogadas Tina Glandian e Patricia Brown Holmes em um comunicado fornecido à imprensa.

Jussie Smollett é inocentado das acusações de ter forjado próprio ataque

No dia 21 de fevereiro, Smollett foi preso e liberado sob o pagamento de fiança, após a polícia de Chigado prestar queixas contra o ator, alegando “Conduta Desordeira/Apresentação de Falso Testemunho em Inquérito Policial”.

Relembrando o caso

No dia 29 de janeiro, Jussie Smollett foi socorrido em um hospital na cidade de Chicago com ferimentos correspondentes aos de um espancamento. Ele disse à polícia que teria sido atacado por dois homens gritando insultos raciais e homofóbicos enquanto deixava um restaurante tarde da noite. A dupla teria espancado o ator – que é abertamente gay –, além de “derramado uma substância química desconhecida nele” (que agora se sabe ser alvejante) e colocado uma corda em torno de seu pescoço antes de fugir.

No entanto, foi descoberto que os dois principais suspeitos, Olabinjo e Abimbola Osundairo, eram conhecidos de Jussie Smollett. Ambos teriam sido figurantes em Empire, além de um deles ter sido personal trainer do ator, levantando suspeitas de que o ataque teria sido orquestrado pela própria vítima.

Declaração de Jussie Smollett

Jussie Smollett e seus advogados concederam uma breva coletiva de imprensa às 10h45 (horário de Chicago) para falar sobre a resolução do caso. Após agradecer todos aqueles que o apoiaram durante as acusações, o artista reiterou que foi "sincero e consistente em todos os níveis desde o primeiro dia" e que "não seria filho da minha mãe se eu fosse capaz de uma gota do que eu fui acusado".

"Este tem sido um momento incrivelmente difícil. Honestamente, um dos piores de toda a minha vida, mas eu sou um homem de fé e sou um homem que tem conhecimento da minha história e eu não traria minha família, nossas vidas ou o movimento através de um incêndio como este. Eu simplesmente não faria”, completou Smollett, antes de reafirmar que vai continuar lutando por justiça social e igualdade. Assista à declaração no vídeo abaixo.


Mais notícias: