Quando a primeira temporada de Game of Thrones começou, era de se desconfiar que quase ninguém do elenco original permaneceria até o final da série — afinal, o criador da história, George R. R. Martin, não economiza quando o assunto é matar personagens queridos.

Aqueles cujos personagens surpreendentemente sobreviveram até a última temporada da série, no entanto, estão precisando se redescobrir depois de passar 8 anos interpretando as mesmas pessoas. Foi o que aconteceu com o ator que vive Jon Snow, Kit Harington.

A primeira coisa que ele fez depois de encerrar as gravações, segundo a Variety, foi cortar o cabelo. Isso porque, contratualmente, ele era obrigado a retornar para o set de filmagens sempre o mais parecido possível com o que havia saído.

Agora que a série terminou, no entanto, ele precisou se redescobrir. "Uma grande parte dos meus 20 anos foi com aquela aparência. Minhas fotos de casamento [com a ex-coestrela e agora esposa Rose Leslie] são assim. Por um longo tempo, no final de Game of Thrones, eu senti que queria ser uma nova pessoa, mas estava preso àquela forma".

Mas não é fácil deixar tudo isso para trás. “No último dia de filmagem, eu tirei o figurino e senti como se minha pele estivesse sendo arrancada. Eu fiquei muito emotivo. Parecia que alguém estava me tirando alguma coisa", disse ele à revista, da qual foi capa neste mês.

Sob pressão

Kit Harington revia os episódios passados antes de começar a gravar cada nova temporada da série, para que sua atuação tivesse uma espécie de linearidade de um ano para o outro. O problema é que isso despertou nele uma grande tendência a encontrar defeitos em sua própria atuação. "Considerando toda a série, nunca vou estar feliz a respeito de 70% das cenas. Mas já superei isso. Eu só sinto que isso é o máximo de satisfeito que vou conseguir ficar quanto ao meu trabalho como Jon Snow".

Afinal de contas, interpretar um personagem tão importante dentro daquela que se tornou a série mais impactante da história (e talvez a mais famosa do mundo) não é pouca pressão. E Jon Snow também não é um personagem necessariamente fácil de viver. É um jovem que não tinha grandes ambições, mas acabou caindo em uma posição de poder, mesmo sem apresentar uma personalidade forte ou características muito marcantes.

Essa contradição foi o que fez Kit Harington parar de ler as críticas a seu trabalho que saíam na imprensa. "Minha memória é sempre de ler "o entediante Jon Snow'. E isso me pegou depois de um tempo, porque eu pensava 'eu o amo, ele é meu e eu amo interpretá-lo', então algumas daquelas palavras que eram ditas sobre isso ficaram marcadas na minha cabeça, sobre ele ser menos interessante, menos exibido", disse.

Considerar que esse foi o primeiro papel do ator para a TV faz com que tudo seja ainda mais pesado. Ele tinha apenas 24 anos quando começou na série, de forma que durante os primeiros anos passou por uma grande crise existencial. Foi, segundo o ator, o período mais difícil. "Não foi uma fase muito boa na minha vida. Eu sentia que tinha que me achar a pessoa mais sortuda do mundo, mas na verdade eu me sentia incrivelmente vulnerável. Foi uma fase confusa, como eu acho que muita gente deve passar nessa idade".

Parceiros no crime

Foi nessa fase que o ator conta ter procurado ajuda — conversar com outras pessoas e fazer terapia foi o que o ajudou a passar pelo período difícil em que ele sentia que não estava dando conta do que o personagem exigia. Uma das pessoas com quem ele dividia as angústias era outra atriz que vivia uma situação parecida — jovem, em seu primeiro papel de grande projeção, mas com muita responsabilidade.

Essa atriz era Emilia Clarke, que interpreta Daenerys Targaryen. "Kit e eu temos praticamente a mesma idade, nossos personagens tiveram jornadas paralelas, e nós, como atores, tivemos jornadas paralelas. Nós dois fizemos filmes de ação idiotas dos quais nos arrependemos e coisas fabulosas das quais nos orgulhamos, sempre voltamos para Game of Thrones. E eu perguntava: 'Como você está lidando com isso? Você está bem?'. Estávamos em sincronia, mesmo se estivéssemos filmando em lados opostos do mundo”.

Essas jornadas paralelas se encontraram somente na 7ª temporada, quando Jon e Daenerys finalmente se conheceram e se tornaram aliados — e mais do que isso. “Na primeira cena que tivemos juntos, nós dois começamos a rir. Por que você está me olhando desse jeito estranho e dizendo essas falas estranhas? Você é meu amigo!”, contou Clarke. Ela relembra que Harington fingia vomitar durante as cenas: "Ai, meu Deus! Você não está facilitando isso!".

Agora que eles terminaram de gravar, o trabalho já acabou, mas não a pressão. Ainda falta lidar com a resposta do público — e da crítica! —, que só virá quando a série for exibida. E não vai demorar! Game of Thrones retorna em menos de 1 mês: no dia 14 de abril.

Este texto foi escrito por Lu Belin via nexperts.

Fique por dentro das últimas novidades de Game of Thrones: