Atenção! Este texto contém SPOILERS do episódio 15x14 de Grey's Anatomy, exibido na última quinta-feira, 21 de fevereiro, na TV americana.

Enquanto Meredith Grey quebrava o recorde de cirurgia mais longa da história do hospital e Maggie tentava sutilmente fazer Jackson entender que acampar não é a sua ideia de um fim de semana romântico, uma enxurrada de pacientes sofrendo overdoses invadiu o Grey Sloan Memorial – e pode ter acabado com a chance de Amelia e Owen manter sua família adotiva.

No episódio 14 da 15ª temporada de Grey’s Anatomy, descobrimos que uma das vítimas de uma “leva ruim” de opioides (uma epidemia bem real nos Estados Unidos, vale dizer) é Betty, vulgo Brittany, a mãe do bebê Leo. Os pais da garota, assim como Amelia e Owen se unem na espera angustiante para saber se a menina sobreviveria a cirurgia cardíaca pela qual teve que passar.

Grey’s Anatomy: é o fim da família formada por Amelia e Owen? SPOILERS

Nesse meio tempo, conhecemos o novo namorado de Betty, Linus. Um doce rapaz que ela conheceu na reabilitação, mas que não sobrevive aos efeitos colaterais de sua própria overdose, o que faz Amelia desmoronar.

Felizmente, Teddy consegue salvar a adolescente, que tem um reencontro carinhoso com os pais – que já haviam obtido a guarda de Leo. Pelo olhar de Owen e Amelia, eles ficam aliviados e felizes pela família Dickinson, mas sabem que isso significa o fim da família que os dois formaram brevemente.

Grey’s Anatomy: é o fim da família formada por Amelia e Owen? SPOILERS

Quando o pai de Betty insiste que eles não contêm sobre a morte de Linus para a filha, querendo a poupar de mais dor ou de uma recaída, Amelia explica como a morte de seu noivo foi exatamente o que a impulsionou a ficar sóbria de vez. O momento pareceu o fim de um ciclo, ou mesmo da missão da cirurgiã de salvar a garota.

Os novos episódios da 15ª temporada de Grey’s Anatomy vão ao ar às quintas-feiras na TV americana pelo canal ABC.

Mais novidades de Grey’s Anatomy: