Conforme prometido pelo teaser, o último episódio de Manifest trouxe algumas respostas para questões que movimentaram a temporada da série estreante. Porém, o programa mostrou como criar um gancho genial para um novo ciclo, ainda que a 2ª temporada não tenha sido confirmada pelos produtores – se levarmos em conta a audiência e o impacto final, isso não deverá demorar a acontecer.

“A resposta estava na nossa frente o tempo todo”, exclama Olive (Luna Blaise) no teaser e em um dos momentos mais bombásticos do episódio S01E16, que apresentou o que parece ser uma real conexão entre os passageiros do voo 828: Zeke (Matt Long), que “perdeu” 1 ano na caverna, e James Griffin (Marc Menchaca), que passou 3 dias submerso dentro de uma van no rio Hudson.

ALERTA! A partir deste ponto, haverá SPOILERS do último episódio de Manifest, exibido pelo canal NBC no dia 18 de fevereiro. Só prossiga se quiser saber detalhes do final da 1ª temporada da série.

Manifest: final chocante e gancho perfeito ditam o tom do último episódio Michaela e Ben Stone (Divulgação NBC)

Os perigos dos chamados

Depois de sobreviver 3 dias submerso, o assassino James Griffin recebe um chamado contando o local de um atentado terrorista. Ele negocia sua liberdade em troca de informações sobre o esconderijo da bomba e se torna um herói nacional – sequência que abre o começo da season finale de Manifest.

Os outros passageiros do voo 828, além de Zeke, recebem um chamado para “Pará-lo”. Eles interpretam que devem impedir que Griffin torne públicos os poderes dos que retornaram e que faça uso de forma indicriminada de seu potencial, principalmente visando ao mal. Até então, os chamados haviam sido usados apenas para o bem. No entanto, o episódio anterior já tinha dado indícios de que nem sempre os chamados poderiam estar sendo interpretados corretamente.

Prestes a conceder uma entrevista, Griffin acaba morrendo afogado em terra firme: ele regurgita uma quantidade absurda de água, muito mais do que caberia em seu corpo, e acaba caindo em frente a uma multidão. O atestado de afogamento cria ainda mais confusão na intrincada trama da série, mas os roteiristas queriam bem mais.

Manifest: final chocante e gancho perfeito ditam o tom do último episódio Michaela e Ben confrontam Griffin (Divulgação NBC)

A data de expiração

Enquanto isso, Cal (Jack Messina) enfrenta um dilema com seu novo desenho. Ele quer manter segredo de seu pai e sua tia, já que revela que os três irão morrer – supostamente em breve. As lápides desenhadas mostram os nomes de Cal, Ben (Josh Dallas) e Michaela (Melissa Roxburgh) e estão dispostas lado a lado. O garoto acaba mostrando a previsão para Zeke, que ajuda a manter o segredo.

Ben, Michaela e Saanvi (Parveen Kaur) acreditam que Griffin possa ter pagado com a vida ao tentar usar os chamados de maneira mercadológica, mas uma nova descoberta faz mentes explodirem: o assassino sobreviveu apenas 82 horas e 8 minutos após ter sido resgatado de dentro da van. E foi exatamente esse o tempo em que ele permaneceu submerso!

Ben liga os pontos e, se os passageiros do avião ficaram 5 anos e meio sumidos, quanto tempo ainda teriam de vida? Enquanto faz os cálculos, Olive chega à resposta interpretando os sinais: um pavão, o símbolo de Gêmeos e o dragão de madeira. Dia 2 de junho de 2024, mesma data que foi inserida no desenho completo de Cal. E é aí que Manifest mostra como deixar um gancho desesperador para a próxima temporada.

Manifest: final chocante e gancho perfeito ditam o tom do último episódio A data de expiração (Reprodução NBC)

E não para por aí...

E a season finale não teve só isso, não... O episódio ainda mostrou que Grace (Athenas Karkanis) está grávida, mas Ben pode não ser o pai. A data da concepção foi exatamente quando ele retornou ou em algum momento logo antes, deixando aberta a possibilidade de Danny (Daniel Sunjata) ser o progenitor.

Outro detalhe importante do último episódio foi quando Saanvi finalmente resolve buscar ajuda profissional para lidar com seus aparentes sintomas de estresse pós-traumático. O que parecia ser um alívio para os espectadores se transforma em terror ao descobrirmos que a psiquiatra é ninguém menos do que a Major (Elizabeth Marvel), cuja função nessa enorme conspiração governamental e/ou sobrenatural até agora não se sabe exatamente qual é.

Os últimos instantes ainda colocaram Jared (J. R. Ramirez) e Zeke finalmente indo às vias de fato por conta de ciúmes. No momento em que eles lutam com um revólver nas mãos, Michaela entra na casa. Um tiro é ouvido. O logo da série aparece. Respostas? Só na próxima temporada – se ela existir, é claro! Isso que é um cliffhanger perfeito! Confirme logo, NBC! Nunca pedimos nada.

Manifest: final chocante e gancho perfeito ditam o tom do último episódio Michaela chega ao apartamento (Reprodução NBC)

Rumores sobre a 2ª temporada

O showrunner de Manifest, Jeff Rake, revelou que existe um plano para 6 temporadas da série, mas que a 2ª ainda não foi confirmada. Se depender da aprovação dos espectadores e da audiência, isso deverá acontecer – no TV Line, uma enquete mostra que 88,7% das pessoas acharam a 1ª temporada excelente ou muito boa; já a audiência de 5,42 milhões de espectadores na season finale pode animar os executivos.

Segundo Rake, em entrevista ao TV Guide, a ideia de que os sobreviventes possuem uma data de expiração pode ser apenas uma teoria. Isto é, por mais que Ben, Cal e Olive tenham chegado à mesma data, mas de diferentes maneiras, ainda não é possível provar que será em 2 de junho de 2024 que todos irão morrer. Para o showrunner, a 2ª temporada pode explorar como os personagens irão se comportar com essas informações e se é possível reverter o processo caso ele seja verdadeiro.

Outro detalhe é que a notícia se espalhará rapidamente entre os outros sobreviventes, podendo gerar reações diversas. Como cada um lidará com isso será um dos principais pontos para as próximas temporadas. Sim, no plural.

Manifest: final chocante e gancho perfeito ditam o tom do último episódio As lápides da família Stone (Reprodução NBC)

E o que são os chamados?

Jeff Rake também explica que os chamados são muito mais complexos do que parecem. A princípio, pareciam ser apenas uma forma de usar o dom para o bem, mas, conforme vimos na 1ª temporada, existem muitas possibilidades para eles. E se os retornantes simplesmente ignorassem os chamados? O que isso acarretaria no andamento de suas vidas? E se assumissem uma aura de super-heróis? Ou de profetas? Tudo isso já começou a ser delineado, mas muita água ainda deve passar por debaixo dessa ponte.

Outro detalhe é que, ainda que pareçam claros, os chamados são extremamente vagos e dependem de como são interpretados. Desde o começo, vemos que nem sempre a primeira teoria é a mais correta, e isso deverá ser explorado ainda mais. A próxima temporada também deve ter a inclusão de novos personagens que estavam no avião ou que também tiveram um retorno parecido com o do voo 828. Exatamente como essas histórias irão se interligar ainda é um mistério.

Manifest: final chocante e gancho perfeito ditam o tom do último episódio Ben vê um pavão (Reprodução NBC)

Série cancelada? Isso está fora de cogitação

Na entrevista, o showrunner de Manifest também explicou que um salto de tempo deverá acontecer. Jeff Rake lembra que a 1ª temporada transcorre em um espaço de apenas 6 semanas. Os próximos episódios devem acelerar o processo, aumentando ainda mais a urgência dos personagens em decifrar se a data de expiração realmente é uma verdade.

Rake ressalta que é comum que algumas séries demorem a ser renovadas, mas que os fãs podem ficar tranquilos, pois ele pretende contar essa história por completo. Seja na NBC ou em uma possível outra emissora – o showrunner, porém, descarta que isso aconteça. Cruzem os dedos!

Manifest: final chocante e gancho perfeito ditam o tom do último episódio Saanvi conhece a psiquiatra (Reprodução NBC)

***

Você acompanhou a 1ª temporada de Manifest? O que achou? Deixe seu comentário.

Este texto foi escrito por Diego Denck via nexperts.