Alerta! Este texto contém SPOILERS do episódio 9x10 da série The Walking Dead, exibido no domingo, dia 17 de fevereiro, pela AMC e pela FOX. Não prossiga se não quiser saber detalhes da trama.

Tivemos um festival de flashbacks no episódio 10 da 9ª temporada de The Walking Dead, o primeiro deles revisitando o 23° dia após a epidemia que começou tudo. O artifício foi usado para revelar quem é Alpha, a mãe da jovem e perturbada Lydia.

Assim como a menina foi sugestionada pela mãe por todos esses anos, a série misturou memórias contraditórias, mas que por fim revelaram o monstro que a líder dos Sussurradores já era, antes mesmo do apocalipse.

Inicialmente, Lydia conta para Henry como sua mãe era gentil com ela quando criança, cantava “Lydia the Tattooed Lady” quando a menina sentia medo e tinha uma tatuagem com seu nome.

Já seu pai é descrito como um homem frio e impulsivo, que queria levar sua família para fora do porão onde estavam escondidos com outros sobreviventes. Ao ser contrariado pela mulher, ele raspa a barba que a esposa tanto gostava. Mas o trauma de uma garotinha de 6 anos pode deturpar suas memórias.

Daryl e Henry

Quando é a vez de Henrry compartilhar sua história, Daryl o arranca de sua cela e lhe dá uma bronca por contar os segredos do Reino para uma estranha. O filho de Carol não fica nada feliz em saber que suas conversas com Lydia estavam sendo escutadas por Daryl e os outros, mas concorda em tentar uma abordagem mais sutil para tirar informações verdadeiras dela.

O rapaz então a liberta no meio da noite para que ela veja que Hilltop é real, e acredite que está segura ali. Mas só quando ela ouve o choro de um bebê que algo parece ser ativado dentro de si, Lydia começa a chorar e pede que ele a tranque na cela novamente. Na manhã seguinte, ela está pronta para contar a verdade para Daryl – também um sobrevivente de abuso infantil e que havia reconhecido as marcas de punição na menina anteriormente.

O Passado e a Origem da Líder dos Sussuradores

Descobrimos que quem sempre foi o pai acolhedor era Frank, com Alpha sendo a real protagonista de todos os comportamentos abusivos. Foi ela quem quis sair do local protegido onde estavam, foi Alpha quem raspou o próprio cabelo em retaliação ao marido “fraco” e também foi ela a responsável por assassinar ele em meio a um ataque do zumbi que ela mesma criou ao matar outro sobrevivente sufocado.

Antes disso, Lydia acreditava que a morte do pai havia sido sua culpa – quando na verdade testemunhou a mãe o matar a sangue frio. Se antes ela dizia que tudo o que sua mãe fazia tinha um motivo, agora não está mais tão certa.

Lydia então revela que foi deixada para trás e estava tentando coletar informações sobre Hilltop e o Reino para convencer sua mãe a permitir que voltasse ao grupo. Também revela que eles têm um acampamento, mas nunca ficam muitos dias em um mesmo lugar. Por fim, diz que Alpha não virá atrás dela para uma troca e que, se ela está com os amigos deles, não vê porque os manteria vivos.

Yumiko, Magna, Connie e Kelly

Enquanto Daryl e Henry tiravam informações de Lydia, o grupo de mulheres debatia sobre desobedecer Tara e ir atrás de Luke – e Alden, que foi praticamente esquecido no churrasco. Já do lado de fora dos muros, elas são atacadas por alguns walkers e Yumiko se arrepende de ter convencido Magna e as outras a fazer isso.

Ela então decide voltar para Hilltop e tentar procurar pelo amigo de manhã, mas Kelly começa a chorar e se recusa a deixar ele para trás. Ela menciona Calport novamente e como foi ele que a encontrou quando a garota se perdeu. Connie diz para as duas voltarem e decide ficar com a irmã.

Alpha finalmente se apresenta

Nos minutos finais do episódio, descobrimos que Tara mandou seus homens seguirem Yumiko e cia, felizmente, já que eles escoltam Kelly e Connie de volta a Hilltop. Yumiko se desculpa e Tara aceita, mas pede que nunca mais tome decisões pelas suas costas.

É quando as duas avistam as amigas e os guardas entrando pelos portões que Alpha e um pequeno grupo de seus Sussurradores marcham até o local. Connie não consegue atravessar os portões a tempo e tem que se esconder, mas Kelly e os outros estão a salvo.

A vilã – careca e sem sua máscara de morto vivo – então anuncia que se chama Alpha, e que a única coisa que quer deles é a sua filha. Todos parecem em choque com a situação, mas Daryl – tendo ouvido tudo sobre a “amorosa” mulher – parece desconfiado.

O resultado desse confronto só veremos no próximo domingo, dia 24 de fevereiro, quando o episódio 11 da 9ª temporada de The Walking Dead for ao ar pela AMC nos Estados Unidos e pela FOX no Brasil.

Mais novidades sobre The Walking Dead