O ator que interpretou o personagem Fermín no longa Roma, da Netflix, Jorge Antonio Guerrero, finalmente conseguiu autorização para entrar nos Estados Unidos e participar da cerimônia do Oscar — que acontece no dia 24 de fevereiro em Los Angeles, nos Estados Unidos. Ele havia recebido uma negativa do consulado norte-americano e estaria impedido de marcar presença do evento, mas o governo voltou atrás na decisão para que Guerrero pudesse prestigiar a premiação.

Não foi a primeira vez que o ator foi impedido de entrar nos Estados Unidos para uma premiação. Ele já havia tido o visto negado anteriormente em duas outras ocasiões, mas desta vez recebeu apoio da Talent on the Road [Talento na estrada, em tradução livre] — uma organização de apoio a artistas que precisam viajar para divulgar seu trabalho, porém encontram dificuldade por conta da burocracia envolvida no processo de vistos de entrada em alguns países.

Ator de Roma consegue visto para ir à cerimônia do Oscar

Na quarta-feira (13), Guerrero publicou em seu perfil no Instagram um post agradecendo o apoio da Talent on the Road, do Consulado do México nos Estados Unidos e da Embaixada norte-americana. Ele também comemorou o respaldo que teve da própria Netflix, que interveio junto ao governo do país para que a licença fosse obtida.

View this post on Instagram

@USEmbassyMEX

A post shared by Jorge A Guerrero (@jorgeaguerrero_) on

Embora não esteja indicado em nenhuma categoria, o ator foi convidado para o evento. No longa-metragem, ele interpreta um personagem central para a história: o namorado da personagem Cleo (Yalitza Aparicio, indicada à estatueta de Melhor Atriz pelo papel), um lutador de artes marciais de uma comunidade periférica mexicana.

Ator de Roma consegue visto para ir à cerimônia do Oscar

Roma foi indicado ao Oscar em dez categorias, inclusive Melhor Filme e Melhor Diretor. A cerimônia acontece no próximo domingo, dia 24 de fevereiro.

Este texto foi escrito por Lu Belin via nexperts.