A Netflix continua a investir em talentos mexicanos, com mais de 50 projetos em diferentes etapas de produção que incluem conteúdos originais e co-produções para 2019 e 2020. Além disso, a abertura de um escritório na Cidade do México está confirmada para este ano.

Ted Sarandos, Chief Content Officer da Netflix, reuniu-se com a comunidade criativa para falar sobre a importância do México no mundo do entretenimento e seus planos futuros durante a conferência FORO: um evento original Netflix. “A riqueza de talentos mexicanos na frente e atrás da câmera foi fundamental em nossa decisão de iniciar nossa estratégia de produção local com Club de Cuervos há quatro anos. Desde então, continuamos a expandir nosso investimento local e a fornecer uma plataforma para talentos do México em todo o mundo”, concluiu.

A Netflix confirmou quatro filmes locais em diferentes estágios de desenvolvimento que serão adicionados à sua lista de produções nos próximos dois anos. Os projetos incluem Como caído del cielo, uma comédia musical inspirada nas músicas do icônico cantor e ator mexicano Pedro Infante estrelada por Omar Chaparro (Overboard, No Manches Frida e La Boda de Valentina) e Ana Claudia Talancón (Perfectos Desconocidos, O Recluso, El Crimen del Padre Amaro), com roteiro e direção de Pepe Bojórquez (Más Sabedoria el diablo por viejo); Fondeados, com Marcos Bucay (Club de Cuervos; Yo, Potro) em sua estreia como diretor e escritor; Se busca papá, um filme familiar produzido pela Corazón Films; e Ahí te encargo, uma versão moderna de uma comédia romântica, escrita por Tiaré Scanda e Leonardo Zimbrón e produzida pela Traziende Films.

Ted Sarandos, Chief Content Officer da Netflix, no evento FORO na Cidade do México (Fonte: Netflix).
Rio Grande, Rio Bravo, projeto de cinco documentários de curta-metragem com produção executiva de Gael García Bernal, com as produtores Elena Fortes e Daniela Alatorre de No Ficción, terá diretores como Trisha Ziff, Juan Carlos Rulfo e Everardo González contando histórias humanas situadas na fronteira dos Estados Unidos com o México. Outros documentários vão estrear antes do final do ano, abordando eventos históricos, crimes, esportes e gastronomia.
Vários novos projetos também serão acrescentados à lista de séries originais mexicanas, entre eles Los corruptores, baseado no romance homônimo de Jorge Zepeda Patterson, e a série adulta jovem Sofía H., ambos produzidos pela Lemon Films; Bandidos, produzido por Leonardo Zimbrón e criado por Alejandro Brugues e Esteban Orozco; El Club, já em produção pela Argos Comunicación, criado por Camila Ibarra e estrelado por Alejandro Speitzer, Minnie West, Jorge Caballero, Axel Arenas e Arcelia Ramírez; e um suspense ainda sem título produzido por The Immigrant, com produção executiva de Camila Jimenez e Silvana Aguirre.
Projetos anunciados anteriormente que entrarão em produção este ano incluem Selena: the series, baseada na vida de Selena Quintanilla e produzida por Campanario; a segunda temporada da A Casa das Flores de Manolo Caro; e American Jesus, baseado na graphic novel de Mark Millar e produzido pelos irmãos Leopoldo e Everardo Gout. Após o sucesso de seus primeiros especiais de comédia stand-up na Netflix, Franco Escamilla e Daniel Sosa retornarão com novos especiais este ano.

Via assessoria.