Atenção! Este texto contém SPOILERS do episódio 14x13 de Supernatural, o marco especial de 300 episódios da série, exibido no dia 07 de fevereiro pela emissora americana The CW.

Mais uma vez, Supernatural se arriscou em uma trama de viagem no tempo. Dessa vez, para trazer John Winchester de volta para uma reunião familiar que celebrou os 300 episódios da série.

No divertido início do capítulo 14x13, vimos Sam e Dean no seu dia a dia de caça – o monstro da vez foi o fantasma do serial killer John Wayne Gacy – na cidade de Lebanon, onde os adolescentes locais comentam sobre “os misteriosos irmãos Campbell” e seu “estranho ajudante com o sobretudo”.

Supernatural: produtor explica viagem no tempo e final do episódio 300 SPOILERS

Os irmãos Winchester então descobrem em uma loja de penhores o que parece ser a solução de seus problemas: pérolas que concedem o maior desejo de seu dono. Certo de que essa é a forma de Dean se livrar de Michael, Sam sugere que ele use o artefato mágico, mas o inesperado acontece: John Winchester é trazido do passado (mais precisamente do ano de 2003, meses antes da história da 1ª temporada de Supernatural começar) para o presente.

Logo os dois colocam o pai a par de tudo que aconteceu até então, incluindo a ressureição de Mary e a existência de anjos do mal que possuíram seus corpos. O problema é que logo eles percebem que a linha do tempo está mudando, pois a falta de John no passado muda toda a história deles, incluindo as diversas vezes que salvaram o mundo.

Supernatural: produtor explica viagem no tempo e final do episódio 300 SPOILERS

Castiel volta a ser o anjo sério e pragmático que era na 4ª temporada; Sam se formou na faculdade e virou um guru dos negócios; Dean é um fugitivo da polícia; e Mary nunca voltou à vida. A escolha é difícil, mas clara: John precisa voltar ou a realidade atual vai desmoronar.

Depois do primeiro e único jantar de família dos Winchester, o patriarca tem um momento emotivo e particular com cada um deles. Mary tem a chance que nunca teve de se despedir e os filhos conseguem um encerramento satisfatório da relação conturbada com o pai.

Mas afinal, John Winchester se lembra da sua experiência e de tudo que descobriu no futuro?

"Eu acho que isso criaria alguns problemas para nós, no que se refere às viagens no tempo, se ele se lembrasse de tudo. Ele acha que é um sonho. E isso não mudou, não mudou a nossa história, mas eu gostaria de pensar que, talvez por um pequeno período de tempo, suavize-o em relação a Sam e Dean”, disse Andrew Dabb ao TVLine.

Supernatural: produtor explica viagem no tempo e final do episódio 300 SPOILERS

O showrunner de Supernatural ainda completa dizendo que “o John que vemos na primeira temporada não é o John que falamos sobre e existia antes de Sam ir embora. Aquele John era muito mais bruto… E eu gostaria de pensar que, possivelmente, esse sonho, essa experiência que aconteceu, marca esse momento de virada”.

A breve viagem no tempo não alterará a história dos Winchester como a conhecemos, mas pode ter sido o que começou a mudar a atitude rígida de John em relação aos filhos.

Mais novidades sobre Supernatural: