O novo serviço de streaming da Disney já tem mais uma produção para chamar de sua. David Gleeson deve ser confirmado em breve como o responsável pela adaptação para a TV da trilogia "The Grimm Legacy" (“O Legado dos Irmãos Grimm”, em tradução livre), da escritora norte-americana Polly Shulman. A produção será exibida no Disney+, que está em fase de desenvolvimento e será lançado até o fim do ano nos EUA.

Trilogia The Grimm Legacy ganha adaptação da Disney para o streamingO roteirista David Gleeson. Foto: Reprodução/IMDb

Gleeson, que começou a carreira escrevendo peças teatrais em sua cidade natal, Limerick, na Irlanda, ganhou mais notoriedade depois de aceitar o convite para colaborar com Stephen Beresford como corroteirista de Tolkien (2019). A cinebiografia deve estrear nos EUA em 10 de maio contando a história do escritor britânico J. R. R. Tolkien, autor de obras como "O Hobbit", "O Senhor dos Anéis" e "O Silmarillion".

A produção do filme ficará a cargo de Jane Goldenring, que tem um vasto currículo na área de filmes para a TV, incluindo longas como Bem a Tempo Para o Natal (2015), O Coro (2014) e Rebelde da Rádio (2012). Além de Goldenring, quem deve reforçar a equipe é o produtor Evan Shapiro, conhecido por séries televisivas como Take My Wife, Portlandia e Brick City, além de outras produções para o cinema e a TV.

The Grimm Legacy pode agradar fãs de Harry Potter

A trilogia que dará origem à nova produção do Disney+, formada pelos livros "The Grimm Legacy", "The Wells Bequest" e "The Poe Estate", é inspirada nos contos dos Irmãos Grimm e relata a história de um grupo de adolescentes que trabalha em uma espécie de biblioteca à moda antiga. Lá, além de livros, os jovens fazem empréstimos de itens mágicos e históricos que são parte de uma série de histórias fantásticas.

Trilogia The Grimm Legacy ganha adaptação da Disney para o streamingFoto: Divulgação/Puffin Books

Nos livros, que têm como cenário a cidade de Nova York, a protagonista Elizabeth embarca junto a três colegas de trabalho – Marc, Anjali e Aaron – em uma aventura para descobrir as origens do fenômeno que tem dado sumiço aos objetos mágicos dos Irmãos Grimm, guardados secretamente em uma sala especial da biblioteca. Segundo o portal Booklist, a história pode ter grande apelo para fãs da saga Harry Potter.

Em seu site oficial, Polly Shulman se descreve como uma autora que passou a infância devorando livros, “frequentemente perdendo a estação do metrô enquanto lia”. Ela brinca que sua ambição, hoje, é “fazer com que outros leitores também percam suas estações”. A inspiração para "The Grimm Legacy" veio da adolescência, quando trabalhou como atendente na Biblioteca Pública de Nova York.

Apesar do sucesso fora do Brasil, a coleção "The Grimm Legacy" nunca foi publicada em português por editoras nacionais. Lá fora, o nome de David Gleeson foi recebido com entusiasmo pelos fãs, que têm sugerido que o roteirista pode contribuir para tornar as histórias fantasiosas de Polly Shulman ainda mais interessantes no formato televisivo. A Disney+ ainda não divulgou detalhes sobre a estreia do filme.

Este texto foi escrito por Rodrigo Sánchez Paredes via nexperts.