Depois de um ano turbulento – que culminou com a demissão do ator Clayne Crawford, a contratação de Seann William Scott e o anúncio de Damon Wayans de que não retornaria para a série após os 15 episódios iniciais da 3ª temporada –, as coisas parecem estar melhorando nos bastidores de Lethal Wheapon (Máquina Mortífera).

Veja também: Lethal Weapon: Clayne Crawford dá relato sobre sua demissão e diz ter sido chantageado

Ao menos é isso que o produtor da série, Matt Miller, e o presidente da FOX, Charlie Collier, disseram aos jornalistas presentes no Television Critics Academy (TCA) esta quarta-feira (07).

Segundo Collier, o programa finalmente “encontrou o seu ritmo” e o canal estaria satisfeito com sua performance de audiência nas últimas semanas – um bom sinal para uma futura renovação.

Damon Wayans e Seann William Scott são os atuais protagonistas de Lethal Wheapon (Máquina Mortífera)

Quanto à saída anunciada de Wayans, Miller explica que o ator estava passando por problemas de saúde e exaustão, algo que teria sido contornado pela produção.

“Todos nós nos sentamos e trabalhamos em algumas horas e maneiras de consertar a agenda dele um pouco e maneiras de mudar algumas histórias para acomodá-lo. Foi difícil para ele. [Damon] não é um cara jovem, e esse é um show maluco de se fazer. As cenas de ação que fazemos na quantidade de tempo que temos? É realmente muito cansativo. Tudo o que posso dizer, sem falar por ele, é que ele está no Havaí agora com um grande sorriso... Ele e Seann [William Scott] se deram muito bem. Foi realmente uma experiência encantadora".

O produtor pareceu otimista quanto a nova condição de saúde – mental e física – do ator e as chances de que ele decida permanecer no elenco caso Lethal Wheapon (Máquina Mortífera), seja renovada para uma 4ª temporada.

Mais notícias sobre Lethal Weapon