"Bandersnatch", o longa de Black Mirror, da Netflix, mexeu com os ânimos de fãs e espectadores nos últimos dias. O hype em torno da produção tem motivo: é a primeira iniciativa de interatividade no streaming – uma espécie de Você Decide do século XXI. Nela, o espectador é estimulado a tomar decisões, das mais simples às mais complexas, que influenciam o desenrolar da história a todo instante.

O filme, que pode terminar em menos de 60 minutos ou avançar por horas (tudo depende das suas decisões), conta a história de Stefan Butler (Fionn Whitehead), um jovem programador que conquista uma oportunidade na Tuckersoft, a mais importante empresa de games dos anos 80. Diante da missão de criar um jogo revolucionário, porém, Stefan se depara com uma série de questões que cabe a você, espectador, resolver.

Ao que tudo indica, Bandersnatch tem cinco finais principais – todos listados aqui. Confira por quais você passou enquanto assistia ao longa e comente se tiver encontrado outras alternativas. Só não se esqueça: daqui em diante há spoilers!

1. O final “ficção da ficção”

Os 5 finais possíveis de Black Mirror: Bandersnatch (e seus desdobramentos)

Se você aceitar a proposta de emprego na Tuckersoft, mas preferir que Stefan trabalhe de casa – o que resulta no fracasso comercial do jogo –, você inevitavelmente vai levar o protagonista a um colapso mental. O rapaz vai se sentir pressionado com o prazo de entrega do software, além de entrar em uma paranoia sem volta com a ideia de que o pai foi o verdadeiro causador da morte da mãe, quando Stefan ainda era muito novo.

Essa virada se dá justamente quando o computador revela que a Netflix está no controle e que tudo não passa de uma manipulação feita por alguém do futuro. Stefan entra em crise, ofende o pai e é levado para uma consulta com a Dra. Haynes (Alice Lowe), sua psicóloga. Ela faz pouco caso do relato do rapaz, e é então que o espectador tem a opção de fazer com que Stefan se jogue da janela do consultório.

Quem opta por isso assiste ao personagem tentando abrir a janela sem sucesso e, logo na sequência, ouve o grito de “Corta!” do diretor, o que revela que tudo não passava da gravação de um filme. O ator, porém, aparenta estar em crise. É então que a equipe de produção se aproxima e diz a ele que seu nome é Mike e que Stefan é um personagem fictício.

Ele não acredita, o que leva seus colegas a chamarem apoio médico. Se, minutos antes, você não optar pela tentativa de suicídio, Stefan e a psicóloga darão início a uma cena de ação completamente insana, travando uma luta. O corte, então, vai se dar com o pai do rapaz entrando no consultório para tirá-lo de lá à força.

2. O final em que Stefan morre

Os 5 finais possíveis de Black Mirror: Bandersnatch (e seus desdobramentos)

Nesta alternativa, Colin (Will Poulter), mentor de Stefan na Tuckersoft, enche a cabeça do rapaz com teorias sobre realidades e temporalidades alternativas, aumentando o grau de paranoia que parecia já existir no personagem.

Mais à frente, o espectador é questionado sobre como lidar com o confronto entre Stefan e o pai – o que nos remete à cena que mostra o pai de Stefan escondendo um boneco do filho, ainda muito novo, e sendo o responsável indireto pela morte da mãe do menino. Depois de sair atrasada por ter esperado o filho enquanto procurava o brinquedo, ela acaba perdendo o trem que a levaria a outra cidade, por isso opta por viajar mais tarde, em uma composição que se envolve em um acidente, levando-a à morte.

Então, de volta à realidade e sob efeito de drogas oferecidas por Colin, Stefan se projeta em uma cena em que, mais velho, descobre que o brinquedo estava até hoje escondido no cofre do pai. Influenciado pelo que Colin havia falado antes, o rapaz embarca em uma viagem no tempo na tentativa de alterar o passado. Nessa projeção, Stefan volta à cena da infância e encontra o brinquedo.

Contrariando as expectativas do espectador, porém, essa influência de Stefan sobre o passado não impacta o desfecho: ainda assim, a mãe de Stefan sai atrasada, perde o trem que havia planejado pegar e é obrigada a embarcar na composição que se acidentaria mais à frente – agora acompanhada de Stefan, que também morre. Consequência: quando sai da “viagem” e reaparece no consultório da Dra. Haynes, o Stefan adulto também está morto.

3. O final cinco estrelas

Os 5 finais possíveis de Black Mirror: Bandersnatch (e seus desdobramentos)

Em praticamente todos os finais de Bandersnatch, o espectador descobre que o game produzido por Stefan foi um fracasso comercial. Esse desfecho só não se dá em uma alternativa de final específica, que envolve um pano de fundo bastante sangrento e obscuro. Nele, voltamos ao confronto entre pai e filho: Stefan usa um cinzeiro de vidro para matar o pai com um golpe na cabeça durante uma discussão na cozinha de casa.

Nesse momento, o espectador tem duas opções: enterrar o corpo de Peter (Craig Parkinson) ou cortá-lo em pedaços. Se escolher a segunda alternativa, Stefan se livra do peso que carregava e consegue terminar de desenvolver o jogo, entregando tudo no prazo combinado. A paz de espírito é tão grande que o rapaz ainda arruma tempo e disposição para transformar o pai no vilão do game, que mais à frente, quando lançado, supera até mesmo os jogos de Colin, até então uma figura inatingível, inspiração para Stefan.

O mais bizarro é que, apesar de ter se livrado do corpo despedaçado, o rapaz ainda mantém a cabeça do pai intacta como artigo de decoração, dentro do quarto. Naturalmente, o crime é descoberto, e o jogo é recolhido das prateleiras das lojas. Anos depois, porém, Pearl (Laura Evelyn), a filha de Colin, é introduzida na trama enquanto tenta criar um reboot do jogo.

Quando está prestes a terminar de programar o software, ela assiste ao início de Bandersnatch na tela, que pisca sinalizando algum tipo de defeito. A partir daí, a história aponta para a ideia de que ela passa a sofrer das mesmas paranoias que levaram Stefan à loucura.

4. O final em que Stefan é preso

Os 5 finais possíveis de Black Mirror: Bandersnatch (e seus desdobramentos)

Depois de matar o pai e enterrar o corpo (opção de quem não quis cortá-lo em pedaços), vemos Stefan assistir ao cachorro do vizinho cavando o terreno e descobrindo o cadáver de Peter. No desfecho principal, Stefan é preso logo na sequência, mas há cenários paralelos que transitam por caminhos diferentes.

Em um deles, Stefan liga para a Dra. Haynes e confessa o crime. Outras duas possibilidades envolvem o assassinato de Moham (Asim Chaudhry), dono da Tuckersoft, e a reaparição de Colin, que pode tanto ser morto quanto ajudar Stefan a tirar o corpo do pai do quintal. Todos os cenários levam à prisão de Stefan. A vida do rapaz termina arruinada, e a Tuckersoft decreta falência.

5. O final em que Colin é a estrela

Os 5 finais possíveis de Black Mirror: Bandersnatch (e seus desdobramentos)

A relação entre Stefan e Colin impacta profundamente os desdobramentos de Bandersnatch. Exemplo disso é a cena em que, depois de um surto, Stefan vê Colin na frente do hospital. Se não optar por segui-lo, Stefan é medicado e acaba por produzir um jogo mediano, sem muita repercussão. Em um cenário alternativo, porém, há a possibilidade de o rapaz nunca terminar a codificação do jogo, que acaba sendo cancelado.

Nos cenários que envolvem Stefan indo atrás de Colin, também há outras opções: Stefan se joga do apartamento e morre, ou, ainda, Colin se joga no lugar de Stefan e se transforma em um mártir dos games – lugar que nunca será alcançado por Stefan, que acaba tendo de lidar com uma nova frustração.


Este texto foi escrito por Rodrigo Sánchez Paredes via nexperts.