O ator Darren Criss ganhou notoriedade e reconhecimento com dois personagens gays: o cantor Blaine Anderson, em Glee, e o assassino Andrew Cunanan, de O Assassinato de Gianni Versace: American Crime Story, trabalho que lhe rendeu um Emmy e uma indicação de Melhor Ator em Minissérie no Globo de Ouro 2019.

Mas, agora, Criss disse em entrevista ao Bustle que não aceitará mais papéis de homossexuais. O motivo? Ele quer que atores LGBTQ tenham mais oportunidades. “Eu quero me certificar de que não serei mais um rapaz hétero tirando papéis de um homem homossexual”, explicou.

Darren Criss não vai mais interpretar personagens gays

Dessa forma, o ator procura mostrar que está alinhado com a luta da comunidade LGBTQ. Muito se debate sobre o fato de atores heterossexuais terem liberdade para interpretar personagens gays, mas o contrário raramente é verdade. Atores assumidamente homossexuais teriam dificuldade para serem escalados como interesses românticos de mulheres e homens heterossexuais no geral.