Vidro, o próximo filme de M. Night Shyamalan, chega aos cinemas daqui a menos de 1 mês, no dia 17 de janeiro. Várias cenas que foram rodadas, no entanto, não devem aparecer na versão final da obra, que reunirá novamente Bruce Willis, Samuel L. Jackson e James McAvoy como homens comuns com habilidades extraordinárias.

Em entrevista ao site Digital Spy, M. Night Shyamalan revelou que o primeiro corte do filme tinha mais de 3 horas de duração — para ser mais exato, 3h20. Ao fim, depois de sucessivas mudanças na ilha de edição, Vidro ficou com 2h08.

Primeira edição de Vidro tinha mais de 3 horas, revela M. Night Shyamalan

Segundo o diretor, originalmente havia várias cenas com a função de introduzir novamente os personagens e o universo do filme para os espectadores, já que Vidro pode ser visto como uma sequência de Corpo Fechado, lançado em 2000, e Fragmentado, de 2016. No entanto, M. Night Shyamalan acabou se convencendo de que essas cenas não eram realmente necessárias, mesmo que parte do público não tenha assistido aos longas anteriores.

Ao Digital Spy, o diretor fez questão de reforçar que a trama de Vidro tem “vida própria” e não vai interessar apenas aos fãs de Corpo Fechado e Fragmentado — promessa que ele também fez aos executivos dos estúdios quando apresentou a ideia do filme.

“Eu disse para a Disney e a Universal: ‘façam de conta que não há nenhum filme anterior e eu chego a vocês e digo que quero fazer um filme sobre um hospital que trata pessoas que acreditam que são super-heróis, e três desses pacientes escapam'”, recordou M. Night Shyamalan.

“Eu quero fazer esse filme para vocês; vocês farão esse filme? Ah, e aliás, no elenco estão Bruce Willis, Sam Jackson, James McAvoy e Sarah Paulson. Vocês vão fazer esse filme? Sim, vocês vão fazer… a pessoa XYZ que não viu os outros dois vai querer ver esse”, afirmou o diretor ao Digital Spy.

Primeira edição de Vidro tinha mais de 3 horas, revela M. Night Shyamalan

Fragmentado, que apresentou o vilão com múltiplas personalidades vivido por James McAvoy, foi um dos maiores sucessos de público da carreira de M. Night Shyamalan: o filme arrecadou US$ 278,4 milhões no mundo inteiro, sendo que o orçamento girou em torno de apenas US$ 9 milhões.

Este texto foi escrito por Rafael Waltrick via nexperts.