As chances de Me Chame pelo seu Nome ganhar uma sequência nos cinemas aumentaram consideravelmente nos últimos dias. André Aciman, autor do romance que foi adaptado para as telas em 2017, anunciou na última terça-feira (4) que está escrevendo uma continuação do livro.

O escritor divulgou a informação em seu perfil no Twitter, sem dar mais detalhes sobre a trama ou uma previsão de lançamento. “Eu adoraria escrever uma sequência para 'Me Chame pelo seu Nome'. De fato, eu estou escrevendo uma”, afirmou Aciman na rede social.



A adaptação do romance, dirigida pelo italiano Luca Guadagnino, foi bastante elogiada pela crítica e concorreu a quatro estatuetas do Oscar, incluindo Melhor Filme. A produção acabou levando para casa o prêmio de Melhor Roteiro Adaptado, para James Ivory – o roteirista se tornou o mais velho ganhador de um Oscar, aos 89 anos.

Me Chame pelo seu Nome retrata o romance entre Elio, um jovem de 17 anos, e Oliver, um homem mais velho, assistente de seu pai, durante o verão de 1983, no norte da Itália. Os personagens foram vividos no cinema por Timothée Chalamet e Armie Hammer, respectivamente – o primeiro recebeu uma indicação ao Oscar por sua performance.

Os rumores sobre uma possível continuação do filme circulam há meses, muito por conta de depoimentos dos principais envolvidos na produção. Mês passado, em entrevista ao site The Film Stage, o roteirista James Ivory comentou que já tinha conversado com Aciman a respeito. “André Aciman simplesmente riu para mim ao saber da ideia. Ele disse que não era uma boa ideia. Eles não farão uma sequência, imagino, sem ele estar a bordo. São seus personagens e sua história”, afirmou Ivory.

Antes disso, o diretor Luca Guadagnino já havia compartilhado suas próprias ideias para uma possível sequência. Em entrevista ao site Screen Daily, em outubro, ele afirmou que uma nova história poderia se passar na década de 1990, com o personagem Elio no auge de seus 20 e poucos anos.

“Eu não acho que Elio vá necessariamente se tornar gay. Ele não encontrou seu lugar ainda”, disse o diretor, na época. A declaração acabou não sendo bem recebida por críticos e leitores do romance.

Tanto Chalamet quanto Hammer, protagonistas da adaptação, também já se posicionaram a favor de uma continuação para Me Chame pelo seu Nome. “Eu acho que André está confortável com uma sequência sendo feita. Eu sei que Luca quer muito fazer. E Armie e eu estamos 1000% dentro”, afirmou Chalamet para a Time, em outubro.

Veja também:

Este texto foi escrito por Rafael Waltrick via nexperts.