Atenção! Este texto contém SPOILERS do episódio 7x02 da série Arrow, exibido no dia 22 de outubro pelo canal CW nos Estados Unidos.

O segundo episódio da 7ª temporada de Arrow serviu para estabelecer novas alianças entre os personagens. Seja Oliver ganhando a confiança de alguns inimigos na prisão; ou Felicity preferindo uma nova aliada em detrimento de um antigo amigo, ou ainda as duas Canários finalmente trabalhando lado a lado. Para quem está curioso com os flashforwards de Will e Roy na ilha, algumas pistas foram dadas sobre o mistério do futuro da família Queen e Roy Harper. Vamos aos principais eventos desta semana em Arrow:

Os Longbow Hunters e Diáz estão oficialmente na área

Os assassinos mortais contratados por Diaz e conhecidos como Longbow Hunters (ou Caçadores) fizeram sua entrada triunfal roubando uma bateria super potente – que obviamente pode ser usada como uma mega arma – da ARGUS para quem Diggle agora trabalha. No entanto, quando Curtis e Felicity decidem investigar o arrombamento, esperando que eles o levem a Diaz, o ex companheiro de Team Arrow se recusa a deixar os “civis” ajudarem.

Desnecessário dizer que eles continuam sua investigação mesmo assim e eventualmente as equipes entram no caminho uma da outra, causando uma briga entre Felicity e Diggle. Ele eventualmente deixa a hacker ajudar, contanto que ela siga suas ordens.

O time de Diggle consegue rastrear Diaz, mas ele acaba escapando quando Diggle prefere impedir que ele e seus capangas fiquem com a bateria. Felicity é forçada a ajudar, mas fica claro que não concorda com as prioridades do amigo. Por isso, nos minutos finais do episódio vemos ela fazendo um trato de cooperação com a Agente Watson, que também quer apanhar o vilão mais do que tudo.

Duas Canários serão sempre melhor do que uma

Laurel se recusa a aceitar a segurança da polícia, mesmo com o perigo iminente de que os Caçadores de Diaz venham atrás dela. Sendo assim, Dinah se torna sua guarda-costas particular – meio que a contragosto das duas. Dinah descobre que Laurel pode ter descoberto o esconderijo de Diaz e, não conseguindo convencer a promotora a chamar a polícia, invade o local com ela.

Lá, as duas são atacadas por um dos Longbow Hunters, Silencer (literalmente, O Silenciador). Quando o grito de Laurel é... bom, silenciado... pelo vilão, Dinah se junta a ela e as duas Canários conseguem força suficiente para derrotá-lo.

No dia seguinte, Laurel muda de ideia e concorda com a escolta policial. Ela também agradece a Dinah pela ajuda e, pela primeira vez, pede desculpas pela morte de Vinnie.

O que o Arqueiro Verde faria?

Oliver sai de um breve período na solitária pronto para negociar com Brick e Sampson em troca de alguma informação sobre o paradeiro de Diaz. O preço que os outros detentos querem é simples: o Arqueiro Verde precisa “dar um jeito” em um guarda que está causando problemas para os dois. Como o herói mártir que ele sabe ser, Oliver se esfaqueia durante uma briga falsa com o policial para que o guarda seja suspenso. Uma solução sem violência para o problema e que ainda cumpre sua parte no acordo.

Enquanto isso, em Lian Yu...

William e Roy continuam seu papo em torno da fogueira e conseguimos algumas informações sobre o passado do filho de Oliver (passado esse que é o futuro do tempo presente da série, lembrando), que dá a entender que foi abandonado pelo pai e por Felicity. Ah, ele também é uma espécie de bilionário da tecnologia ou algo assim, mas nada surpreendente para um Queen, não é mesmo?

Quanto ao passado do Arsenal – mais especificamente o que aconteceu com ele e Thea após partirem para destruir os Poços de Lázaro –, parece que não vai ser agora que descobriremos a verdade. Roy apenas diz “eu vim aqui para esquecer o que aconteceu”, o que não parece nada bom...

O terceiro episódio da 7ª temporada de Arrow vai ao ar no dia 29 de outubro pela CW nos Estados Unidos.

Mais novidades sobre Arrow: