Estima-se que 530 milhões de pessoas em todo o mundo estavam de olho no astronauta da NASA, Neil Armstrong, enquanto ele dava um "grande salto para a humanidade" em 20 de julho de 1969.

Ele se tornou a primeira pessoa a pisar na Lua. Até hoje, somente 11 outros homens tiveram a honra de andar na superfície lunar. Mas a história de como Armstrong foi selecionado para esse trabalho e seu caminho tumultuado para chegar a Lua são menos conhecidos.

No filme O Primeiro Homem (First Man), o ator Ryan Gosling interpreta o jovem astronauta na jornada ambiciosa, algumas vezes trágica, e improvável para a Lua. A obra é baseada no livro de não ficção "O Primeiro Homem", publicado pelo biógrafo oficial de Armstrong, James Hansen, há 13 anos. E quase tudo o que é apresentado no filme foi inspirado em fatos reais.

Confira 22 fatos verdadeiros e surpreendentes sobre a vida de Armstrong e a corrida espacial que o filme conta:

22. A Corrida Espacial

Como o filme aponta corretamente, os cosmonautas russos estavam à frente dos EUA em quase todos os turnos da corrida espacial da Guerra Fria — até o pouso na Lua.

Os russos lançaram o Sputnik, o primeiro satélite, em 1957. Depois, enviaram os cães Belka e Strelka para o espaço em 1960 e pousaram na Lua com suas sondas Luna. A nação também foi a primeira a colocar pessoas no espaço — Yuri Gagarin em 1961 e Valentina Tereshkova em 1963. Já Alexei Lenov fez a primeira caminhada espacial, em 1965.

21. Neil Armstrong, o primeiro astronauta civil no espaço

Neil Armstrong trabalhou como piloto de testes na NASA durante anos antes de ir para a Lua. Os pilotos de testes do programa X-15 que vieram antes de Armstrong eram todos membros ativos das forças armadas; muitos serviram na Força Aérea ou na Marinha. Ele foi o primeiro astronauta civil no espaço.

20. Transformando tragédia em triunfo

Sua filha morreu aos 2 anos, vítima de pneumonia enquanto sofria de um tumor cerebral maligno. Armstrong estava de luto e queria "investir [suas] energias em algo muito positivo. Foi quando ele começou no programa espacial”, disse sua irmã June.

19. Nem todo mundo estava animado em explorar o espaço quanto Armstrong

Muitos americanos na época achavam que o preço de 24,5 bilhões de dólares pago para as missões Apollo era alto demais. Gil Scott-Heron até escreveu uma música sobre isso, chamada "Whitey On The Moon".

18. Protestos contra o esforço de 8 anos da NASA para chegar à Lua

Antes de ir para a Lua, Armstrong participou do voo Gemini 8. Foi a primeira missão que atracou uma espaçonave a outra em órbita — um pré-requisito essencial para um pouso bem-sucedido na Lua. Mas isso levou Armstrong a ter uma experiência de quase morte, como é retratada no filme. Quando um propulsor avaria, Armstrong e seu copiloto David Scott começam a girar e ficam quase perdidos no espaço.

17. De volta após o susto

Os dois, então, conseguiram recuperar o controle da espaçonave, acionando os propulsores do nariz da cápsula. A Gemini 8 aterrissou no Pacífico, pouco mais de 11 horas após a sua decolagem, cortando a missão planejada de 3 dias. Armstrong e Scott foram resgatados vivos.

16. A primeira missão Apollo

Um ano depois, em 1967, a primeira missão da Apollo acabou terminando em uma tragédia. Um incêndio rompeu a rampa de lançamento durante um teste de pré-lançamento, matando todos os três astronautas do foguete. Ed White (no centro da imagem acima) era vizinho de Armstrong.

15. Nem tudo são estrelas para Armstrong

Armstrong teve outro dia quase fatal, pouco mais de 1 ano antes de ir para a Lua. Enquanto voava em um pouso lunar em Houston, o propelente começou a vazar para fora do veículo, inutilizando seus controles. Armstrong teve que escapar rapidamente a 200 metros do chão. Uma investigação da NASA mostrou mais tarde que o sistema de alerta do Lander não avisou corretamente a Armstrong que o veículo estava perdendo pressão. Por sorte, a NASA conseguiu consertar a máquina antes de Armstrong ir para a Lua. Ele tentou com sucesso voar com a máquina novamente em junho de 1969, um mês antes do lançamento.

14. Novas práticas

Armstrong também praticava movimentos lunares no chão, um esforço menos arriscado, como pegar amostras. Além disso, se preparava para cada passo da jornada, planejando até mesmo como montaria e desmontaria uma escada na Lua.

13. O Dia D

Em 16 de julho de 1969, às 9h32, o momento finalmente chegou. Armstrong e sua tripulação partiram em sua missão de 8 dias à Lua.

12. Por dentro da Apollo 11

As acomodações dentro da nave espacial Apollo 11 Saturn V não eram cinco estrelas. Sem banheiro a bordo, os astronautas acabavam urinando em sacos.

11. The Eagle, A Águia

Quatro dias depois, os astronautas usaram um módulo lunar chamado “Eagle” (Águia, em português) para fazer sua descida final na superfície lunar, sendo o primeiro veículo tripulado a aterrissar na Lua.

10. O sentimento de euforia

Havia três homens na missão, mas apenas dois deles embarcaram na plataforma lunar. Não foi um bom passeio para Armstrong, que disse mais tarde que voar na sonda era a parte mais difícil da missão, mas que também lhe dava um "sentimento de euforia".

9. A aterrissagem na Lua

A missão de controle, em Houston, esperou ansiosamente até que Armstrong anunciasse "a Águia aterrissou".

8. Enquanto isso, na Terra...

No chão, em Houston, o comunicador da cápsula Charlie Duke soltou um suspiro de alívio. "Você tem um monte de caras prestes a ficarem azuis. Estamos respirando de novo", disse ele a Armstrong.

7. A caminhada na Lua

Depois de tudo isso, a caminhada na Lua era praticamente uma tarefa segura e previsível para Armstrong. A superfície era "fina e pulverulenta", disse ele. "Eu posso pegá-la livremente com o meu dedo."

6. Coração do tamanho da Terra

Armstrong não levou todo o crédito pela realização da caminhada na Lua. "Quando você tem centenas de milhares de pessoas fazendo seu trabalho um pouco melhor do que o necessário, você obtém uma melhora no desempenho", disse ele mais tarde.

5. A volta para casa

Uma vez de volta à Terra, os astronautas não conseguiram se reunir com suas famílias imediatamente. Todos os três tiveram que ficar em quarentena por 21 dias, no caso de terem trazido qualquer contágio lunar.

4. Uma família unida

De dentro da quarentena, Neil conversou com seu filho Mark por meio de um interfone em 27 de julho de 1969, enquanto sua esposa, Jan, e seu outro filho, Eric, o observavam.

3. O 39º aniversário

Armstrong chegou a celebrar seu 39º aniversário em confinamento, no dia 5 de agosto de 1969. Dezoito pessoas que também estavam em quarentena com Armstrong se reuniram e cantaram em sua homenagem.

2. Recepção do tamanho do mundo

Em 11 de agosto, finalmente, a tripulação foi declarada livre de doenças e autorizada a sair. Neil Armstrong foi recebido por amigos na área de recepção da tripulação da Lunar Receiving Laboratory (Laboratório de Recebimento Lunar).

1. A Lenda terrestre

"Neil era extremamente humilde, assim como muitos desses astronautas", disse Ryan Gosling quando o filme foi apresentado no Festival de Veneza. Como o próprio Armstrong ressaltou certa vez: "Eu sou, e sempre serei, um engenheiro nerd de meias brancas e protetor de bolso".

Este texto foi escrito por Fernando Fabretti via nexperts.