A 9ª temporada de The Walking Dead acaba de estrear, surpreendendo quem achava que a série da AMC já tinha que ter terminado faz tempo. Contudo, algo que a emissora já provou com o lançamento de Fear The Walking Dead é que o vasto universo pós-apocalíptico criado pelo seriado pode ser explorado em mais do que uma produção.

Agora, a AMC revelou um plano de expansão para o universo de The Walking Dead que pode levá-lo a durar mais 10 anos, com spin-offs em séries e filmes. "Nós temos um plano que vai longe no futuro", disse o CEO da AMC, Josh Sapan.

O que justifica o ânimo em ampliar o alcance da história baseada nos quadrinhos de Robert Kirkman é que, embora o público da série tenha caído de 19 para 11 milhões na última temporada, a receita da AMC vinda de TWD aumentou muito no período, graças ao aumento das vendas com anúncios, produtos, acordos para reprises e taxas de provedores de TV por assinatura das praças e países onde ela é exibida.

Agora, a AMC procura parceiros para fazer desse universo algo como o de Star Wars: amplo e com várias produções. Os diretores já estão se reunindo com empresas de comunicação e grupos midiáticos para atuarem como parceiros nos próximos filmes e séries — afinal, algo com tanto investimento em elenco e maquiagem, como The Walking Dead, não é barato.

Quanto à produção original, não se sabe ainda que caminhos vai tomar nem quanto tempo vai durar. No final da 8ª temporada, os sobreviventes do grupo de Rick Grimes (Andrew Lincoln) finalmente conseguiram encurralar e vencer os Saviors, e Rick termina por perdoar Negan (Jeffrey Dean Morgan), em vez de executá-lo, como esperado.

Na 9ª temporada, que estreou no dia 7 de outubro nos Estados Unidos, os acontecimentos são retomados 1 ano e meio depois dessa situação. A paz parece finalmente reinar, e as comunidades estão tentando se reconstruir e seguir em frente, mas uma nova ameaça deve surgir para atormentar o pessoal. Algo que, segundo a AMC, deve ser um obstáculo mais perigoso do que todos os que já apareceram, uma "força formidável e que ameaça qualquer ideia de civilização que os sobreviventes trabalharam tanto para construir".

Este texto foi escrito por Lu Belin via nexperts.