A Amazon Studios e a Sony Pictures estão coproduzindo uma nova série de fantasia que vai se chamar The Wheel of Time. Baseada no best-seller de Robert Jordan, a trama terá como protagonista a bruxa Moiraine, uma das líderes de uma organização chamada Aes Sedai, uma misteriosa instituição formada apenas por mulheres. Nesse universo, a mágica existe, mas apenas as mulheres conseguem acessá-la.

A história da série vai utilizar um trecho da história dentro dos já 15 livros lançados. Trata-se de quando Moiraine acompanha um grupo de cinco pessoas em uma jornada ao redor do mundo, tentando descobrir qual delas herdou um grande poder ancestral. Segundo um comunicado oficial de apresentação da série, Moraine acredita que um desses cinco jovens pode ser a reencarnação de uma antiga entidade mágica e poderosa capaz de salvar o mundo ou destruí-lo.

Para quem é fã do universo da magia, The Wheel of Time promete trazer um novo gás, já que as séries do tipo não vêm fazendo grande sucesso junto ao público nos últimos anos — salvo poucas exceções.

Para garantir que isso aconteça, a Sony e a Amazon não apenas foram atrás de uma saga que já tem mais de 90 milhões de cópias vendidas, como também apostam em alguns nomes conhecidos para conduzir a produção. Além disso, embora o autor tenha falecido, sua esposa (Harriet McDougal), que acompanhou o processo de escrita da história, vai atuar como consultora para a série. Rafe Judkins (Agents of S.H.I.E.L.D.), fã da saga, foi quem adaptou a história para a TV e vai atuar como showrunner e produtor-executivo.

"Para muitas pessoas, inclusive para mim, essa série de livros serviu como um mundo para o qual escapar, para se perder, para devorar e habitar completamente. E eu não poderia estar mais honrado em ser aquele que finalmente vai levar esse mundo para as telas, a fim de que os antigos fãs se percam novamente e novos fãs a descubram pela primeira vez", disse Judkins à Variety.

Além dele, serão produtores-executivos Rick Selvagee Larry Mondragon, Ted Field, Mike Weber e Darren Lemke — todos homens, embora os livros se passem nesse universo tão conduzido pelas mulheres.

Este texto foi escrito por Lu Belin via nexperts.