Um drama recém-anunciado pela NBC vai ganhar espaço nas telinhas. Seu nome? The Last American Vampire (O Último Vampiro Americano, em tradução livre). A ideia da produção é trazer uma jovem analista chamada Abby como protagonista de um mistério sobrenatural inspirado no livro e filme Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros.

Nela, uma jovem analista do FBI é recrutada para uma divisão especial que investiga crimes estranhos e sem explicações plausíveis até mesmo para os mais céticos. Quase uma Fox Mulder na versão vampiros, em vez de ETs.

Ao se debruçar sobre uma série de assassinatos bizarros, ela vai descobrir que seu parceiro na investigação, Henry Sturges, é um pouco mais velho do que aparenta: na verdade, é um vampiro de 500 anos.

Embora Sturges — que, no filme, foi interpretado por Dominic Cooper, de Preacher — acredite ser o último de sua espécie, as características das mortes que estão investigando dão a entender ao vampiro que ele não está sozinho no mundo.

Se e como The Last American Vampire vai se conectar com as histórias que se passam no filme de 2012, ainda é algo desconhecido. Nas tramas que darão base à série, os caminhos do personagem se cruzam não apenas com Abraham Lincoln, mas também com figuras históricas como Bram Stoker, Arthur Conan Doyle, Jack: o Estripador, Nikola Tesla, entre tantos outros.

Sturges presencia momentos importantes da história norte-americana e do mundo inteiro. Não sabemos, no entanto, se resgates desses episódios farão parte da série, nem que seja pela memória do personagem.

O que já é possível deduzir, no entanto, é o tom da série. Com uma pitada de Supernatural e uma boa dose de Buffy, ela vai ser roteirizada por Terry Matalas (12 Monkeys), que também será produtor-executivo.

O autor do livro, Seth Grahame-Smith, que também escreveu o roteiro do filme, estará presente na produção ao lado de David Katenberg. Embora o longa não tenha empolgado muito o público, você pode elevar sua expectativa para a série justamente por conta da participação dessa dupla. Eles foram os responsáveis pela produção do remake de IT: A Coisa, que foi um verdadeiro sucesso de bilheteria em 2017 e um dos títulos mais bem avaliados pelo público no ano passado.

Este texto foi escrito por Lu Belin via nexperts.