Apesar das críticas dos fãs, Johnny Depp continua como a estrela de Animais Fanstásticos e Onde Habitam: Os Crimes de Grindelwald. Às vésperas da estreia do filme, o ator deu sua primeira entrevista sobre o papel.

A contratação de Johnny Depp foi surpresa: os fãs de Harry Potter só descobriram o ator no fim do primeiro filme de Animais Fantásticos, quando Newt Scamander (Eddie Redmayne) desmascara um fugitivo só para provar que era Grindelwald disfarçado. A questão é: alguns meses antes, a atriz Amber Heard acusou Depp (seu marido na época) de agressões físicas e psicológicas. Ele nega as alegações, e o processo acabou em um acordo financeiro — Heard doou sua parte para instituições de caridade.

Mas o público não ficou tranquilo: ainda existem muitas críticas, e todo esse histórico ainda é alvo de debate. O próprio Daniel Radcliffe, que interpretou Harry Potter em toda a franquia original, se posicionou contra Depp — ele frisa que houve atores afastados da produção por problemas legais menores.

Mas esse não é o posicionamento da Warner Bros., do diretor David Yates ou de J.K. Rowling. A autora dos livros (e colaboradora dos roteiros) lançou uma nota: "Baseado no nosso entendimento das circunstâncias, os produtores e eu estamos não só confortáveis com a nossa escolha original, mas também realmente felizes de ter Johnny interpretando um papel de destaque nos filmes".

Até outubro, Johnny Depp se manteve em silêncio sobre o papel, até que concedeu uma entrevista para a Entertainment Weekly. Quando questionado sobre a polêmica que o envolve, ele respondeu:

"Vou ser honesto com você: eu me sinto mal por J.K. ter que batalhar com esses sentimentos variados das pessoas por aí. Eu me sinto mal por ela precisar fazer isso. Mas, recentemente, há uma controvérsia real. Os fatos dizem que fui falsamente acusado — motivo pelo qual estou processando o jornal The Sun por difamação e por repetir acusações falsas. J.K. viu as provas e, assim sendo, sabe que eu fui falsamente acusado, e é por isso que ela me apoiou publicamente."

Johnny Depp finalmente fala sobre Grindelwald

Escalado para interpretar Gerardo Grindelwald, Johnny Depp é famoso por dar seu próprio "toque final" a seus personagens. Dessa vez, não será diferente: o ator garante que teve toda a liberdade para construir o papel.

"Na minha cabeça, eu possuía uma imagem do cara. A beleza de J.K. e Yates é que eles confiam em mim em outro nível. J.K. e eu tivemos algumas conversas realmente legais, e eu tinha algumas ideias; ela só disse: 'Mal posso esperar para ver o que você vai fazer com ele'. Foi lindo ser deixado com esse presente aberto."

Grindelwald, nos livros, é um grande vilão antes de Voldemort. Para ele, os bruxos eram uma raça superior aos trouxas/não mágicos e tinham o direito de comandar o mundo. Por conta das circunstâncias atuais — como as políticas migratórias do governo dos EUA —, alguns fãs têm comparado Donald Trump a Grindelwald. Mas Johnny Depp discorda:

"Eu não vejo comparação nenhuma com Donald Trump. Para mim, existe algo quase infantil em Grindelwald. O sonho dele é de que o mundo bruxo se posicione acima de todos. É um elemento fascista, e não existe nada mais perigoso do que alguém que é um sonhador com uma visão específica muito forte e muito perigosa, e ele consegue fazer isso acontecer. Mas nenhum personagem acorda e pensa 'Hoje eu vou fazer as coisas mais horríveis e ser mau como um demônio'. Eu acredito que Grindelwald é um personagem estranhamente simpático."

Outra questão que sempre surge à tona ao se falar em Grindelwald é a sua sexualidade. Após lançar os livros, J.K. Rowling anunciou que Dumbledore (interpretado por Michael Gambon, e agora Jude Law) era gay — e que teve um romance com Grindelwald, embora nos livros a única coisa explícita seja uma amizade muito próxima. Mas agora, com a franquia Animais Fantásticos e Onde Habitam, surge a pergunta: eles retratarão o relacionamento dos dois? Afinal, isso interfere diretamente na trama que está sendo mostrada.

"Eu acho que deveriam deixar no ar para a audiência sentir primeiro, e quando o tempo chegar... Isso torna toda a situação com Dumbledore mais intensa. Acho que existe um ciúme do [Newt] Scamander. Ele vê Scamander como um protegido de Dumbledore — que é seu homem, de alguma forma. Isso sozinho é suficiente para Grindelwald querer acabar com Scamander de um jeito feroz e eterno."

Animais Fantásticos e Onde Habitam: Os Crimes de Grindelwald estreia em 16 de novembro.

Este texto foi escrito por Verenna Klein via nexperts.