Em uma semana em que grande parte dos Estados Unidos acompanhou o emocionante depoimento referente às acusações de abuso sexual de Christine Blasey Ford contra Brett Kavanaugh, o juiz indicado por Donald Trump à vaga na Suprema Corte, duas estrelas da TV foram pela primeira vez a público revelar que também foram abusadas sexualmente quando adolescentes.

Em uma imagem postada no Twitter sob a hashtag #whyididntreport, a estrela da série Modern Family, Sarah Hyland, twittou que um amigo a agrediu em uma festa de fim de ano durante seu último ano no ensino médio:

"Ele era um amigo. Era a festa do meu último ano do ensino médio, na véspera de Ano-Novo. Todos estavam bêbados. Ele invadiu o banheiro em que eu estava", twittou Hyland. "Eu esperava que fosse um sonho, mas minhas meias rasgadas provaram o contrário. Pensei que ninguém acreditaria em mim. Eu não queria ser chamada de dramática. Afinal, eu não disse não. O que o choque pode fazer com uma pessoa."

Em seguida, Hyland também twittou as hashtags #WeBelieveChristine, #MeToo, #believewomen e #IBelieveHer, em apoio à Dra. Ford.

Já Busy Phillips, mais conhecida por seu trabalho nas séries de televisão Freaks and Geeks e Dawson's Creek, foi ao Instagram para revelar que foi estuprada quando tinha 14 anos:

"Esta sou eu aos 14 anos. A idade em que fui estuprada", escreveu Philipps ao lado do que parece ser uma foto de quando estava na escola. "Demorei 25 anos para dizer essas palavras. Eu escrevi sobre isso no meu livro. Há 4 meses, eu finalmente contei aos meus pais e à minha irmã sobre o que aconteceu.”

"Hoje é o dia em que não estamos mais em silêncio. Todas nós. Estou com medo de postar isso. Não consigo imaginar o que a Dra. Ford está sentindo agora", acrescentou a atriz.

Este texto foi escrito por Fernando Fabretti via nexperts.